Desde tempos muito antigos, tudo que se relaciona à aparência física tem um papel muito importante para o ser humano e sua autoestima. Nos tempos atuais, a estética tem ocupado um papel ainda mais importante, especialmente entre crianças e adolescentes.

Nesse sentido, ter um sorriso saudável, com os dentes alinhados, é algo muito importante para essa faixa etária. Talvez por isso, tantos pais têm recorrido ao aparelho ortodôntico, muitas vezes a pedido dos filhos, para corrigir problemas de sua arcada dentária.

Mas, você sabe quando deve recorrer a esse tipo de tratamento? E a partir de que idade as crianças podem usar aparelhos dentais? E saberia dizer quais são os benefícios desse tipo de solução?

Neste post, procuraremos responder a essas perguntas.

Porque usar aparelho ortodôntico na infância?

Durante essa fase da vida, os jovens passam pela fase da dentição mista, quando parte dos dentes presentes na boca são de leite, e a outra parte é composta por dentes permanentes.

Durante esse período, as crianças têm um crescimento muito ativo, e qualquer problema relacionado a nutrição, respiração ou em hábitos de higiene bucal pode contribuir para o desenvolvimento de dentes mais fracos ou mal posicionados. Como consequência, o jovem pode sofrer uma série de problemas de desenvolvimento e alinhamento dos dentes.

Intervir nesses problemas ainda na infância, com o uso de aparelhos dentais, traz a vantagem de aproveitar o período em que a mandíbula e o maxilar ainda estão se desenvolvendo. Com isso, é possível atuar enquanto os problemas nos ossos da face ainda estão em formação (ortodontia interceptativa).

Caso isso não seja feito, esses problemas podem comprometer a saúde, o desenvolvimento e o posicionamento dos dentes permanentes. E os tratamentos, quando iniciados mais tarde, geralmente focam no problema já instalado (ortodontia corretiva).

Importante: em geral, a criança que usou aparelho na infância até precisa continuar o tratamento ortodôntico na adolescência. As vantagens da intervenção precoce, no entanto, são inúmeras: a etapa se torna mais segura e rápida, além de menos invasiva.

Quando a criança precisa usar aparelho?

A indicação do aparelho ortodôntico é uma decisão que deve ser indicada sempre pelo ortodontista, profissional especializado, que deve consultar e levar em conta a opinião dos pais. Geralmente, As principais indicações para uso do aparelho ortodôntico são as seguintes.

  • Atenuar ou corrigir problemas como mordida cruzada ou a projeção do maxilar para frente;
  • Preservar os espaços necessários para orientar o crescimento dos dentes permanentes;
  • Corrigir a postura da língua, já que algumas crianças empurram os dentes com ela;
  • Corrigir hábitos de sucção e deglutição;
  • Reduzir a probabilidade de dentes impactados.

Qual a idade correta para colocar o aparelho ortodôntico?

Até alguns anos atrás, quando uma criança precisava corrigir problemas na formação dos dentes, os dentistas não aconselhavam o uso de aparelho antes dos 11 anos. Isso porque, até essa idade, as raízes dos dentes não estão totalmente formadas, havendo risco de alterações com a interferência de aparelhos dentais.

Powered by Rock Convert

De uns anos para cá, no entanto, essa realidade mudou. Aparelhos móveis, que utilizam o céu da boca e as gengivas como apoio, não causam esse problema e podem ser usados em crianças que ainda têm dentes de leite.

Portanto, a técnica pode ser usada nos pequenos porque não modifica a posição dos dentes, como fazem os aparelhos tradicionais, mas atua modificando a estrutura da boca (maxilar e mandíbula).

Voltando à pergunta sobre a idade correta para colocar aparelho, a resposta que trazemos é: do ponto de vista de saúde, qualquer criança (mesmo as menores) pode usar um aparelho móvel.  Mas tudo depende da avaliação do ortodontista.

Curiosidade: a Associação Americana de Ortodontistas recomenda que as crianças tenham sua primeira avaliação ortodôntica por volta dos sete anos. Isso porque nessa idade a intervenção pode atuar no problema enquanto ele ainda está se formando. Além disso, a criança já costuma ter maturidade para seguir as instruções de uso e entender a importância da higienização.

Tipos de aparelhos

Existem basicamente dois tipos de aparelhos dentais: os removíveis (ou móveis), aqueles que podem ser encaixados na boca e retirados pela pessoa a qualquer momento; e os fixos, que, como o próprio nome já diz, são colados aos dentes, um a um.

Para crianças e adolescentes com potencial de crescimento, o aparelho removível é o mais indicado. Isso porque, como já informado acima, ele vai atuar na estrutura da boca (maxila e mandíbulas) e não causa interferência nas raízes dos dentes em formação.

Com relação aos tipos de aparelhos móveis, existem diversas técnicas diferentes para confeccionar vários tipos deles, e citá-las uma a uma não vem ao caso. Por isso, é importante checar com o dentista qual a técnica e o aparelho mais adequados para cada situação.

Regras para quem usa aparelho

Usar aparelho ortodôntico não é algo necessariamente agradável e confortável. Ao optar por esse tratamento, os pequenos (e os pais) precisam saber que existem algumas regras que devem ser seguidas. Veja abaixo alguns exemplos.

  • É preciso realizar uma manutenção regular com prazo determinado pelo dentista;
  • A higiene bucal deve ser melhorada, principalmente com aparelhos fixos que requerem mais cuidados;
  • É preciso ter atenção redobrada com aparelhos móveis, andando sempre com o estojo para não perdê-los quando são retirados, por exemplo, para comer;
  • Balas de caramelo, chicletes e pipocas não são indicados para quem usa aparelhos fixos. Portanto, devem ser evitados.

Saiba mais

Blog TePe

Revista Crescer

Wikipedia

Powered by Rock Convert

Escreva um comentário

Share This