Tonalidade dos dentes: como encontrar a ideal para você?

6 minutos para ler

Um belo sorriso não é apenas uma questão estética, mas também um fator decisivo para nossa autoestima. Por isso é que o clareamento dental tem sido cada vez mais procurado pelos consultórios odontológicos do mundo afora. O detalhe é que o funcionamento do procedimento em si e seus limites ainda geram algumas dúvidas.

No post de hoje, vamos explicar o que define a tonalidade dos dentes, como o clareamento funciona, quais são seus limites e, principalmente, quais os melhores hábitos para manter um sorriso radiante. Confira!

Saiba qual é a tonalidade dos seus dentes

Em geral, as pessoas entendem como um sorriso lindo aquele branquíssimo, igual ao dos atores de novela. A verdade, no entanto, é que esse tipo de resultado só pode ser obtido de forma bem pouco natural, já que a dentição humana não é branca. Isso mesmo! Na realidade, existem 4 grandes tipos de tonalidade dos dentes, que são:

  1. marrom avermelhado;
  2. amarelo avermelhado;
  3. acinzentado;
  4. cinza avermelhado.

O primeiro fato que você precisa entender é que uma pessoa com dentes de tom cinza avermelhado (D) não pode ter uma arcada amarelo avermelhada (C), por exemplo. No entanto, cada um desses tipos apresenta variações internas que, essas sim, podem ser mudadas.

Existem várias faixas de tom para um mesmo tipo de dente, chamadas de croma. Elas variam por uma escala entre 1 e 4. Os dentes cinza avermelhados mais claros, por exemplo, são chamados de D1, enquanto os mais escuros são denominados D4.

Descobrir qual é a tonalidade dos próprios dentes é o primeiro passo para quem procura o clareamento. Essa identificação é feita pela comparação entre a arcada do paciente e uma tabelinha, geralmente ilustrada por fotos reais. Conhecendo a matriz e o croma dos seus dentes, portanto, você consegue visualizar o que pode ser feito com o clareamento.

Veja como o clareamento dental funciona

O clareamento dental é um procedimento que pode ser feito tanto em casa quanto no consultório, mas sempre demanda o acompanhamento de um dentista. Os materiais, via de regra, são simplesmente um molde e um gel. É esse produto o responsável pelo processo químico do clareamento.

O gel retira as partículas escuras que se alojaram nos dentes com o decorrer do tempo, tendo como objetivo final restaurar as cores originais da arcada dentária.

É por isso que uma pessoa com uma dentição A4 pode voltar a ter dentes A1, mas uma pessoa C2 dificilmente terá dentes B3! Mas isso não é um problema, porque a cor dos dentes também precisa harmonizar bem com outros fatores, como o tom da pele.

Conheça outras possibilidades

Existem outras maneiras de modificar a matriz e o croma dos dentes, a começar pelos clareamentos feitos a laser. Também é possível usar facetas ou lentes de contato dentárias, que são pequenas peças de porcelana colocadas sobre os dentes, como uma espécie de máscara. A diferença é que as lentes são extremamente finas e exigem pouco desgaste dos dentes, ao contrário das facetas.

Em casos mais graves ou quando há problemas de escurecimento anormal em um ou poucos dentes, pode-se recomendar a implantação de uma prótese fixa.

Powered by Rock Convert

No entanto, o método mais simples, acessível e eficiente de manter a tonalidade dos dentes é com uma boa limpeza. Manter hábitos de higiene diários rigorosos vai prevenir o escurecimento dos dentes, além de afastar riscos de saúde, como cáries. Fazer limpezas regulares no dentista também pode trazer resultados incríveis, melhorando não só o tom, mas também o brilho do sorriso.

Entenda as causas do escurecimento dos dentes

Como falamos, cada pessoa tem uma tonalidade de dentes que muda com o passar dos anos. E isso acontece tanto por um processo natural do corpo quanto por fatores externos. Sim, hábitos de alimentação e higiene podem alterar a cor dos dentes.

Manchas externas na dentição (chamadas de extrínsecas) podem ser causadas pelo consumo de tabaco, de café e vinho tinto, bem como de alimentos com alta pigmentação, como é o caso de amoras. Outro fator capaz de dar o mesmo resultado é o acúmulo de placa, causado pela higienização inadequada.

As manchas internas (intrínsecas), por sua vez, podem ser causadas por traumas, tratamentos antibióticos durante o processo de formação dos dentes ou mesmo pela ingestão de flúor em excesso até por volta dos 16 anos de idade. O envelhecimento natural também pode ser um dos causadores desses tipos de mancha.

Descubra como prevenir o escurecimento

O clareamento dental é um procedimento seguro que traz resultados incríveis. Fora ele, porém, você pode tomar boas atitudes para manter a coloração dos seus dentes ou, depois de realizar o procedimento, não vê-los escurecendo de novo tão cedo.

Abandone maus hábitos

Você certamente saber que fumar traz uma série de problemas, não é? Pois o escurecimento dos dentes é mais um deles! Acontece assim: as partículas tóxicas do cigarro se agarram ao esmalte do dente, dando um tom progressivamente amarelado à dentição.

O consumo excessivo de café e de refrigerantes também pode acelerar o processo, principalmente por serem corrosivos e deixarem os dentes mais porosos. Quando isso acontece, fica mais fácil para a sujeira grudar e mais difícil de retirá-la.

Capriche na higienização

É preciso trabalhar para manter a tonalidade dos dentes todos os dias. E isso é muito fácil: basta fazer a higienização correta. Use uma escova de cerdas macias para não machucar a gengiva, não se esqueça do fio dental e finalize a escovação com um enxaguante bucal, que, assim como a pasta de dentes, precisa ter flúor em sua composição.

Lembre-se ainda de que você deve bochechar o enxaguante e não fazer um gargarejo, ok? E depois de cuspir não é preciso lavar a boca com água, para deixar o produto agir.

Consulte profissionais

Por fim, não se esqueça de que ter o acompanhamento regular de um dentista é um excelente hábito! Esse profissional o ajudará a identificar problemas ou riscos para sua saúde bucal, bem como poderá indicar os melhores produtos para você e sua família, ainda o orientando sobre a necessidade ou não de um tratamento de clareamento dental — e o melhor método a ser utilizado no seu caso.

Viu como pode ser fácil cuidar da tonalidade dos seus dentes? Para garantir bons resultados, vá regularmente ao dentista! E caso o preço seja um impeditivo, considere contratar um plano! Conheça a Goldental e veja que, com um excelente custo-benefício, você pode ter acesso a profissionais de ponta!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário