A saúde do bebê começa a ser estabelecida enquanto ele ainda está dentro da barriga da mãe. Portanto, é necessário que sejam feitos inúmeros exames no pré-natal para garantir uma gravidez saudável. Mas você sabia que o cuidado com a saúde bucal na gestação também é importante?

Há diversas situações relacionadas à higiene da boca que podem interferir diretamente no desenvolvimento do feto e no seu bem-estar. Continue com a leitura do artigo e confira algumas maneiras de evitar esses problemas!

A importância da saúde bucal na gestação

A gravidez por si só já eleva a propensão a certos problemas bucais. Isso porque as alterações hormonais fazem com que haja uma dilatação dos vasos sanguíneos, tornando maiores as chances de inflamações, como a gengivite.

No mais, também por conta das variações nos hormônios, há a diminuição do fluxo e do efeito protetor da saliva, o que aumenta a acidez na boca. Assim, facilita-se a desmineralização dos dentes e a formação de cáries.

A grande preocupação, nesses casos, está relacionada ao fato das bactérias serem capazes de atingir a corrente sanguínea da mãe, trazendo, assim, sérias consequências para o feto.

Por isso, é preciso estar consciente sobre a importância da saúde bucal na gestação: os cuidados com os dentes podem reduzir significativamente ou até evitar a possibilidade de surgimento dessas complicações durante a gravidez.

Os 3 principais cuidados com a boca para gestantes

No primeiro trimestre da gravidez e após a trigésima semana, alguns tratamentos dentários podem não ser recomendados, tornando ainda mais importante as ações de prevenção. Dessa forma, além das visitas ao dentista, você deve seguir certos cuidados em casa. Veja abaixo alguns deles!

1. Mantenha a higiene bucal em dia

Manter uma higiene adequada na gravidez é a melhor forma de evitar que as gestantes enfrentem problemas durante esse período. Contudo, aqui, não estamos falando apenas de escovar os dentes após as refeições principais.

É necessário escolher bem o creme dental ideal, seguindo as recomendações do dentista, e realizar a escovação pelo menos três vezes ao dia. Além disso, o fio dental deve usado diariamente para eliminar os restos de alimentos presos entre os dentes, ajudando a evitar a formação da placa bacteriana e os problemas na gengiva —  que, como vimos, podem representar sérios riscos na gestação.

2. Escolha alimentos mais saudáveis

A escolha dos alimentos consumidos durante a gravidez vale tanto para ajudar a mãe a manter-se no peso ideal, prevenindo a diabetes e a hipertensão, quanto para garantir que a saúde da boca seja mantida.

Existem alimentos, por exemplo, que podem aumentar os níveis de vitamina D e de cálcio no organismo, sendo ótimos para manter a gengiva e os dentes mais fortes. É o caso do leite, de peixes (como salmão e sardinha) e dos ovos.

Também é sugerido evitar consumo de doces. Uma dica para reduzir o açúcar da dieta é preferir os chocolates com teores mais altos de cacau. Assim, as chances de acumular bactérias na boca serão menores.

3. Faça uma assepsia cuidadosa após a ocorrência de vômitos

Se você tem enjoos e ocorrências frequentes de vômitos, em especial no primeiro trimestre da gestação, é preciso cuidar ainda mais da saúde bucal. Isso porque há um aumento do fluxo de ácidos provenientes do aparelho digestivo, afetando os dentes e podendo danificá-los.

Powered by Rock Convert

Portanto, sempre que vomitar, é preciso lavar a boca com bastante água ou fazer bochechos. É ideal, ainda, escovar os dentes com um creme dental sem sabor, para evitar novos enjoos.

Mitos e verdades relacionados à saúde bucal de gestantes

Há alguns mitos que são difundidos quando se trata da saúde bucal na gestação. Desvendaremos, a seguir, os principais deles. Vamos lá?

Enfraquecimento dos dentes

Mito. Muitas pessoas acham que as gestantes enfrentam uma intensa descalcificação nesse período, que levaria à perda de dentes. Contudo, isso não é verdade!

O cálcio, responsável pela formação dos dentes, é proveniente da alimentação da grávida e, por isso, é importante que seja seguida uma dieta balanceada. Deve-se considerar também que, assim como vimos acima, os cuidados com a higiene bucal são muito relevantes para evitar problemas dentários.

Impedimentos em fazer raio-X

Depende. Não é recomendado que as mulheres grávidas sejam expostas a altos índices de radiação durante a gravidez, principalmente no primeiro trimestre. Porém, em alguns exames, como nos odontológicos, esse nível é baixo.

É importante ressaltar que, se forem realizar as radiografias, as gestantes devem utilizar os aventais protetores de chumbo. No mais, o profissional da saúde precisa ter muita cautela, principalmente nos exames a serem feitos em regiões próximas ao feto.

Proibição do uso de anestésicos

Mito. Se a gestante precisar de anestesia em determinado procedimento, ela poderá ser aplicada. É preciso alertar o profissional sobre a gestação para que use o anestésico adequado, que não contenha vasoconstritores — substâncias que comprimem os vasos sanguíneos.

Vale enfatizar que, apesar de não serem proibidos, eles são indicados apenas em situações de emergência, considerando que há o risco de ultrapassarem a barreira da placenta e causar descolamento e alterações no feto.

Risco de parto prematuro

Verdade. No caso das cáries, as bactérias podem invadir o sistema circulatório e aderir à placenta, ocasionando partos prematuros e a perda de peso do feto.

Se houver uma inflamação grave, os microrganismos presentes na boca podem atingir a corrente sanguínea e, assim como na cárie, entrar no sistema circulatório da criança. A inflamação na gengiva, por exemplo, estimula a produção de substâncias como as citocinas e prostaglandinas, que podem provocar contrações e acelerar o trabalho de parto.

Como você pôde perceber, é fundamental incluir no pré-natal os cuidados com a saúde bucal na gestação. Assim, a gravidez poderá ser um momento mais saudável e livre das preocupações com as doenças que podem afetar o bebê e causar problemas para a gestante.

Por isso, não deixe de agendar a consulta ao dentista se estiver planejando engravidar ou mesmo durante a sua gestação. É também um bom momento para aproveitar e perguntar sobre os cuidados com a escovação dos dentes da criança no futuro.

O que achou do nosso artigo? Esclarecemos todas as suas dúvidas? Entre em contato conosco e conheça os benefícios de um plano odontológico durante a gestação!

Powered by Rock Convert

Escreva um comentário

Share This