Você provavelmente já ouviu dizer que a saúde começa pela boca e que somos aquilo que comemos, certo? Pois basta unir esses famosos ditados para conseguirmos traçar um paralelo entre a alimentação e a saúde bucal dos filhos, que engloba desde as refeições feitas em casa até a merenda escolar.

Muito importante e, infelizmente, nem sempre levada a sério, a refeição na escola merece atenção especial. Controlar o que a criançada come quando está longe dos pais é tão relevante quanto manter uma alimentação saudável em casa! Então saiba desde já: a escolha dos ingredientes adequados para a merenda escolar pode ajudar a prevenir doenças bucais.

Pensando nisso, resolvemos produzir este post para você saber exatamente qual é a relação entre a alimentação infantil e a saúde dos dentes. Além disso, daremos dicas de como tornar as crianças mais conscientes, além de sugestões para melhorar o conteúdo da lancheira escolar. Vamos lá?

O que a merenda tem a ver com a saúde bucal das crianças?

As transformações tanto no alimento quanto no ambiente bucal começam logo que a refeição se inicia. Afinal de contas, nossa boca é repleta de bactérias que entram em ação no momento em que o alimento começa a ser mastigado.

Esses micro-organismos produzem ácidos para destruir e absorver algumas substâncias — especialmente os açúcares. Por essas e outras é que os carboidratos açucarados e industrializados, como doces, refrigerantes e biscoitos, são os maiores vilões da boa saúde bucal.

O que é produzido por essas bactérias é responsável pela desmineralização do esmalte dentário, causando as tão comuns (e temidas) cáries. Além disso, é bom ressaltar que alguns tipos de comida reduzem a produção de saliva, favorecendo a proliferação dessas bactérias.

Quando são de difícil remoção, os lanchinhos acabam ficando acumulados nos espaços entre os dentes, favorecendo ainda mais o trabalho dos micro-organismos nocivos. Com o tempo, esse resíduo favorece a formação da placa bacteriana, que pode se transformar em tártaro caso não seja tratada.

Outro ponto importante diz respeito à composição da maioria dos lanches, com corantes muito fortes que podem manchar a dentição da garotada, deixando um aspecto nada agradável. No longo prazo, isso pode afetar a autoestima dos pequenos.

A essa altura, com certeza já deu para perceber que os cuidados com a saúde bucal das crianças vão muito além dos cuidados diários com a higiene bucal, não é mesmo? É preciso contar com assistência especializada, além de uma alimentação saudável, evitando certos produtos.

Como exatamente podemos cuidar da saúde bucal dos filhos?

Agora que já falamos sobre os processos básicos relacionados à ingestão de determinados alimentos, que tal conferir como providenciar uma merenda mais saudável?

Evite alimentos prejudiciais aos dentes

O primeiro passo para evitar problemas bucais causados pela merenda é justamente não incluir alimentos prejudiciais na lancheira do seu filho. Entre os mais comuns no recreio da criançada, podemos citar:

  • doces;
  • chocolates;
  • balas;
  • refrigerantes;
  • sucos de caixinha;
  • chicletes com açúcar;
  • salgadinhos estilo chips;
  • frituras.

No caso das crianças que compram o lanche na cantina do colégio, é preciso conversar de forma aberta, determinando apenas alguns dias no mês para que possam comer essas guloseimas. Afinal de contas, a proibição total não é melhor caminho para lidar com a situação. Consumir esse tipo de alimento com a supervisão dos pais é muito mais indicado.

Powered by Rock Convert

Priorize ingredientes promotores da saúde bucal

Seguindo a mesma lógica, é necessário incluir na lancheira dos pequenos alimentos que ajudem a promover a saúde bucal. De forma geral, podemos citar boa parte dos ingredientes naturais, mas as melhores opções incluem:

  • iogurte;
  • leite;
  • queijos;
  • uva passa;
  • maçã;
  • pão integral;
  • nozes;
  • granola;
  • laranja;
  • goiaba.

A dica aqui é fazer a criança mastigar, investindo em alimentos nutritivos e ricos em fibras. As frutas no geral são ótimas maneiras de fazer a mastigação, além de terem propriedades adstringentes — de limpeza. A maçã deve ser estrela do cardápio, ok? Os laticínios, por sua vez, promovem a saúde dentária por meio da presença do cálcio.

Incentive a ingestão de água

Infelizmente, boa parte das crianças não tem o hábito de ingerir água ao longo do dia. O detalhe é que esse costume promove a limpeza natural da boca, além de hidratar o organismo de dentro para fora, fornecendo a água necessária para que as células trabalhem da forma certa, facilitando o combate a infecções e micro-organismos nocivos.

Então já sabe: incentive o consumo de água! Para isso, providencie uma garrafinha divertida e peça que a criança dê pequenos goles no decorrer do período escolar. Com isso, sua boca será constantemente higienizada, além de garantir a hidratação.

Aposte na criatividade para montar os lanches

Especialmente para as crianças menores, a criatividade na apresentação dos alimentos da lancheira é fundamental. Afinal, elas comem primeiro com os olhos! Por isso, a introdução de alimentos considerados chatos pode ser um problema se o prato não for, antes de mais nada, atrativo ao olhar.

Mas não precisa ser um gênio da montagem de pratos, viu? Você pode simplesmente investir em alimentos coloridos, que garantem uma nutrição balanceada e causam uma boa primeira impressão, apresentando-os de forma chamativa. Fazendo uma busca rápida na internet, você já encontrará diversas ideias de como montar uma merenda atrativa para os pequenos.

Dê você o exemplo

Especialmente na escola, ambiente em que boa parte das crianças leva lanches pouco saudáveis, é praticamente impossível exigir que seus filhos se alimentem bem quando você não dá o exemplo em casa. Por isso, a mudança de hábitos deve partir dos pais, grandes inspirações da garotada.

Não tem mistério: insira alimentos saudáveis no menu da casa. Também vale incluir as crianças na preparação das refeições, tática excelente para desenvolver um contato maior com a comida, além de incentivar a experimentação, testando sabores diferentes para que os pequenos escolham aqueles que mais os agradam.

Prepare um kit para escovação na escola

Por fim, uma dica simples é incentivar a higiene bucal na escola. O primeiro passo é falar com a própria diretoria e os professores, já que muitos colégios não trabalham muito bem essa questão. Nesse tipo de ambiente, muitas crianças podem se sentir constrangidas ou simplesmente se esquecer de escovar os dentes após o recreio.

Em seguida, prepare um kit exclusivo para a escola, que deve ficar sempre na mochila. Ele deve conter um fio dental, para ser usado em casos especiais, uma escova, um copinho e uma pequena flanela para secar as mãos e a boca. Escolha produtos de personagens que seu filho goste, a fim de incentivar a escovação.

Estender os cuidados com a saúde bucal dos filhos ao ambiente escolar é essencial para mantê-los saudáveis. Além disso, os efeitos disso não se resumem apenas à boca, já que uma merenda equilibrada garantirá muita energia para os estudos e, claro, saúde de sobra para todo o organismo!

Seus amigos também são pais de crianças em idade escolar? Então que tal compartilhar este post em suas redes sociais para que eles também fiquem por dentro das nossas dicas?

Powered by Rock Convert

Escreva um comentário

Share This