Satisfação no trabalho: entenda a importância de mensurar

6 minutos para ler

No mundo corporativo, otimizar processos e buscar constantemente a excelência nos negócios é essencial para alcançar resultados positivos e conseguir fidelizar cada vez mais os clientes. Entretanto, é fundamental lembrar que, por trás de todos esses métodos, a peça-chave da empresa são os funcionários. Por isso, é preciso adotar medidas para gerir a satisfação no trabalho.

De forma simples e direta, a satisfação dos colaboradores mede o grau de felicidade que eles têm ao realizar tarefas, bem como sua produtividade e alegria de fazer parte da empresa. Gestores e líderes sabem que um funcionário feliz e motivado produz mais e muito melhor.

Nesse aspecto, medir a satisfação dos funcionários tem se tornado, cada vez mais, uma das preocupações principais das organizações. Pensando nisso, será que sua empresa sabe a importância da satisfação no trabalho e como mensurar corretamente? Fique tranquilo, pois este conteúdo é exatamente o que você precisa!

Entenda o que é a satisfação no trabalho

A satisfação no trabalho é uma métrica que analisa quando um funcionário está feliz no que faz e enxerga suas necessidades supridas. Para começar a ter resultados positivos fora do âmbito empresarial, é preciso ter um ambiente positivo na empresa. A contratação de plano de saúde e odontológico, por exemplo, pode impactar diretamente na satisfação e rendimento do funcionário.

Não adianta nada investir em retenção de clientes se seu próprio time não acredita no potencial da organização. Uma coisa que gestores e líderes precisam compreender é que o maior destaque da empresa precisa ser o funcionário. Ele precisa ser o porta-voz, projetando uma imagem positiva da companhia no mercado.

Muitas vezes, a satisfação do seu cliente interno é algo negligenciado pelas organizações, mantendo o foco apenas nos clientes externos. A forma como o colaborador se sente como parte da empresa e no ambiente de trabalho determina os resultados finais dela, pois esse fator de motivação afeta o alcance de metas e o desenvolvimento em longo prazo. 

Veja a importância de medir a satisfação de colaboradores

Primeiramente, é preciso entender que o bem-estar dos funcionários não está apenas ligado à lucratividade de uma empresa, porém, negócios que investem em maneiras de engajar e aumentar a satisfação dos colaboradores têm um desempenho até 51% superior a outros.

Isso acontece porque, de fato, o contentamento no trabalho ajuda a reduzir gastos com desligamentos, acidentes, doenças e absenteísmo, além de melhorar, é claro, o desempenho e o relacionamento dos funcionários e atrair profissionais talentosos. Isso porque, se um profissional se sente confortável no ambiente de trabalho, a tendência é que ele fique por mais tempo.

Ainda, ao se sentirem engajados e felizes, os colaboradores tendem a se envolver mais nas atividades propostas pela empresa, reduzindo reclamações de fornecedores e clientes. Então, além de ser uma ótima maneira de manter um clima positivo e estimulante, também funciona como um diferencial competitivo de uma organização.

É claro que, na teoria, parece ser algo simples. Porém, na prática, esse é um trabalho que precisa ser feito regularmente, envolvendo muito planejamento, análise e coleta de dados, que direciona a alta gestão a uma tomada de decisão muito mais eficaz e assertiva. Vamos entender melhor!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Aprenda a mensurar a satisfação do seu time

Primeiro, é preciso observar algumas questões e condições na empresa, como:

  • aumento de faltas, atrasos e saídas revela insatisfação com a empresa ou função;
  • aumento nos pedidos de demissão revela problemas na cultura, rotina e gestão;
  • aumento no número de afastamentos está ligado ao nível alto de estresse;
  • aumento na reclamação de clientes está ligado ao mau atendimento;
  • queda na qualidade dos serviços.

Se você consegue observar alguns desses pontos na empresa, é preciso fazer uma avaliação com os colaboradores e solicitar feedbacks sobre métodos de trabalho, plano de carreira, salários, benefícios e outros. Mas atenção, nunca use essas informações para piorar ainda mais a situação empresarial e afastar seu funcionário.

Essas pesquisas ajudam a identificar questões importantes sobre as práticas adotadas e que tipo de ambiente está sendo criado para o trabalho, coisas que muitas vezes podem passar despercebidas no dia a dia.

Agora chegou a hora de criar e monitorar indicadores de desempenho (KPIs) para acompanhar a situação e a evolução da motivação do time após a implementação de mudanças, revendo e investindo em alguns pontos principais.

Produtividade diária

Ficou claro que colaboradores motivados apresentam maior capacidade de produção. Dessa maneira, acompanhar o indicador de produtividade individual é uma forma de entender mais de perto como está o nível de engajamento das pessoas. Uma boa dica aqui é comparar a quantidade de tarefas planejadas com as que foram, de fato, concluídas.

NPS (Net Promoter Score)

Inicialmente, esse é um indicador feito para medir o nível de satisfação dos clientes em relação à empresa. Porém, se aplicado internamente, é possível levantar notas para uma visão bem mais clara do grau de satisfação no trabalho. É feita uma pesquisa em uma escala, normalmente, de 0 a 10 que mostra qual a possibilidade de indicação desse negócio para outra pessoa.

Retenção de talentos

Outro excelente indicador de satisfação no trabalho é monitorar o percentual de pedidos de demissão e rotatividade na empresa. Um nível alto de turnover é sinal claro de insatisfação, principalmente em tempos com ofertas de empregos em baixa. A retenção de bons profissionais é uma maneira muito certeira de qualificação, crescimento e diferencial competitivo no mercado.

Caixa de sugestões

Uma caixa de sugestão é uma forma geral de todos os colaboradores deixarem seus posicionamentos críticos sobre os processos internos, sugerindo ideias ou avaliando gestões. Por ser um método que preza o anonimato, os funcionários podem se sentir mais à vontade para se expressar e ponderar sobre pontos negativos e positivos.

Avaliação de desempenho

Outra maneira de identificar e mensurar a satisfação na empresa é por diferentes tipos de avaliação de desempenho. Criar avaliações periódicas que concentrem necessidades específicas de mensurar é muito importante para identificar aumento nos níveis de estresse, produtividade e até mesmo a percepção do clima organizacional.

Como pudemos ver, a satisfação no trabalho é um ponto de extrema importância para as organizações e que precisa ser frequentemente monitorado e analisado. Negligenciar esse aspecto é uma falha que pode custar caro em qualidade de produtos e serviços, eficiência dos processos, produtividade e até mesmo competitividade no mercado.

Você sabia o quão importante é medir essa satisfação? Queremos entender o que você acha sobre o assunto e se esses pontos são considerados na sua empresa. Deixe seu comentário!

Powered by Rock Convert
Novos cenários causados pela COVID-19: quais os impactos para as empresas?Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário