Você sabia que alguns fatores e condições podem deixar a saliva ácida, alterando o pH da boca? Por mais que esse problema não seja considerado grave, exige atenção porque pode trazer complicações para a saúde bucal.

Por isso, devemos sempre manter uma boa higienização de toda a boca, ao mesmo tempo em que passamos por consultas regulares com o dentista. Esse acompanhamento é fundamental para detectar problemas ainda no começo.

Mas em casa mesmo você pode perceber quando surgem alterações na acidez da boca, sabia? Neste post, explicaremos o que caracteriza uma saliva ácida, apontando para as causas desse problema, as complicações que ele desencadeia, seus sintomas e tratamentos. Continue lendo para aprender mais sobre o assunto!

O que exatamente é saliva ácida?

Líquido liberado pelas glândulas salivares, a saliva é composta por 99% de água e 1% de proteína, como enzimas e anticorpos, além de minerais, como cálcio, bicarbonato, potássio, flúor, cloreto e sódio.

Ela é essencial para manter o equilíbrio da saúde bucal, uma vez que ajuda a higienizar naturalmente os dentes e a boca, ao mesmo tempo em que possibilita uma melhor movimentação dos músculos e da língua. Sua função também se estende para a proteção das mucosas e a prevenção da cárie.

Mas tudo isso só acontece quando o pH (potencial de hidrogênio) está regulado, viu? Caso contrário, a saliva fica ácida e, em vez de proteger os dentes e a boca, acaba promovendo complicações por não cumprir adequadamente suas funções.

A saliva ácida é aquela que apresenta um pH abaixo de 4,5. Isso significa que ela contém uma concentração muito alta de ácido lático, produto decorrente da fermentação dos resíduos alimentares.

Pessoas que sofrem com refluxo gastroesofágico também podem apresentar alterações no pH da saliva. Nesse caso, além da presença de ácido lático, o ácido clorídrico, vindo do estômago, acaba retornando para a boca e provocando essa condição.

Qual é o pH ideal da saliva?

O pH é uma medida usada para mensurar a acidez ou a alcalinidade de uma solução. Ele varia conforme a maior ou menor concentração de ácidos, sendo que sua escala vai de 0 a 14, tendo o neutro em 7.

Uma saliva saudável é aquela que apresenta um pH entre 6,8 e 7,2, que ainda é considerado como neutro. Nesse caso, tanto sua composição como seus aspectos físicos estão adequados para promover a proteção dos dentes e tecidos bucais.

Mas é preciso entender que o pH da saliva varia ao longo de todo o dia. Isso se deve aos alimentos que ingerimos e também à hidratação do nosso organismo, que oscila para mais ou para menos. Por isso, uma das formas de evitar a saliva ácida é bebendo em média 2 litros de água por dia.

Como isso influencia a saúde?

De modo geral, a saliva ácida não traz complicações para a saúde orgânica. Na grande maioria das vezes, na verdade, ela é um sintoma de que algo está errado com o corpo. Esse é o caso do já citado refluxo gastroesofágico.

A saliva ácida também pode ser decorrente da xerostomia, problema mais conhecido como boca seca. Pode ser provocada em função da desidratação orgânica, do consumo de alguns medicamentos ou de alterações no funcionamento das glândulas salivares.

O maior problema da saliva ácida diz respeito à própria saúde bucal, em especial no que se refere aos dentes — como você verá a seguir.

Powered by Rock Convert

Que complicações ela pode causar?

Como dissemos, uma das funções da saliva é ajudar na prevenção da formação de cáries. Isso porque, além de promover a limpeza mecânica dos dentes, ela também contém substâncias que ajudam a evitar a desmineralização do esmalte, além de combater as bactérias.

Quando seu pH está muito baixo, porém, os ácidos em sua composição reagem com os minerais presentes nos dentes, formando sais solúveis em água. Nesse cenário, o esmalte começa a dissolver aos poucos, surgindo pequenas cavidades que se caracterizam como erosões dentárias.

Essa condição pode se tornar muito grave com o tempo, sendo o esmalte dentário corroído até atingir a dentina, parte nervosa do dente. Além disso, a corrosão também afeta a raiz dentária, provocando sensações muito dolorosas.

Quando a acidez é provocada por refluxo gastroesofágico também aumentam as chances de formação de aftas, pequenas ulcerações benignas que surgem em diversas regiões da mucosa oral.

Que sintomas a saliva ácida desencadeia?

A saliva ácida não é uma condição dolorosa, não manifesta inflamação ou infecção, tampouco provoca sangramentos, mas ainda assim desencadeia sintomas incômodos.

Os principais sinais de que a acidez da sua saliva está alta demais são: gosto ruim na boca, como se fosse amargo, e mau hálito. Você também pode perceber alterações na textura do líquido. Se ele forma fios durante a movimentação da boca ou se mostra espumoso, esses são indícios de que a saliva não está com uma qualidade boa.

Se você também perceber alterações na estrutura dos dentes ou começar a ter aftas muito recorrentes, é interessante consultar o dentista. Esse profissional avaliará sua saúde bucal e poderá diagnosticar se o pH da saliva está de fato desequilibrado.

Se for esse o caso, o dentista também investigará as causas dessa condição e, em função delas, recomendará o tratamento mais adequado para reverter o problema e reequilibrar a saúde bucal.

Existe tratamento para essa condição?

É possível reequilibrar o pH da boca para que a saliva perca sua acidez excessiva. A principal medida a ser adotada nesse sentido é aumentar a ingestão de água para regularizar o fluxo salivar e melhorar sua qualidade.

Outro fator essencial é manter uma higienização bucal adequada após cada refeição. Dessa forma, você elimina os resíduos alimentares que desregulam o pH e proliferam bactérias por toda a boca.

Diminuir a ingestão de alimentos muito ácidos, como frutas cítricas e refrigerantes, também ajuda a reduzir a acidez do organismo de modo geral. Isso influencia o pH da saliva e sua composição, deixando-a mais alcalina.

Quando o problema da acidez é decorrente de outras condições orgânicas, é importante que elas também sejam tratadas. Isso porque não é possível regular o pH quando ele está sofrendo a influência desses problemas.

Para todos os casos, é interessante consultar um dentista para que ele possa diagnosticar o que está causando a saliva ácida e indicar o tratamento adequado para cada caso. E não deixe de adotar medidas para controlar essa situação, já que os prejuízos para a saúde bucal podem se tornar graves, ok?

Por fim, se gostou do nosso post, que tal compartilhá-lo em suas redes sociais para que seus amigos também possam se informar?

Powered by Rock Convert

Escreva um comentário

Share This