Retração gengival: entenda as causas e como tratar

6 minutos para ler

A retração gengival é uma situação que pode provocar muito desconforto para os pacientes, principalmente quando se encontra em um estado mais avançado e começam a aparecer os primeiros sinais de que algo não vai bem com o sorriso. O deslocamento da margem da raiz deixa a área mais exposta e, assim, vulnerável a outros problemas, como sensibilidade dentária.

Quem lida com essa situação já se perguntou quais são as opções de tratamento para o problema. Afinal, um sorriso bonito não é feito somente de dentes branquinhos e saudáveis, e sabemos como essa situação pode afetar a autoestima.

Se você quer descobrir quais são as causas da retração gengival e as opções de tratamento, não perca o nosso post. Boa leitura!

O que é a retração gengival?

A retração gengival é caracterizada pela diminuição do tamanho da gengiva, que se tornam mais expostos conforme ocorre o deslocamento da margem gengival em direção à raiz. Isso significa que houve uma mudança no posicionamento da gengiva e, por consequência, mais exposição da superfície radicular.

Assim, a retração faz com que a parte do dente que se encontra escondida pela mucosa bucal passe a fazer parte do sorriso, dando a sensação de que o dente aumentou. Os sintomas do problema podem incluir sangramento na gengiva após a escovação, gengiva sensível e mais vermelha, dor, mau hálito e, em casos graves, perda dos dentes.

Quais as principais causas?

A gengiva pode se retrair por muitas razões, como doenças da gengiva e periodontais ou traumas. Confira, a seguir, as principais causas do quadro.

Posicionamento errado de algum dente

Em alguns casos, quando a pessoa sofre com problemas de oclusão, existe um exercício de força anormal sobre alguns dentes. Esse excesso provoca um trauma que causa a retração gengival.

Má higiene bucal e doença nas gengivas

A periodontite provoca a perda dos tecidos e a destruição dos ossos alveolares, o que leva à retração gengival. Ademais, quando o paciente tem uma má higiene bucal ou escova os dentes com muita força, podem ocorrer traumas gengivais. Com o passar do tempo, esse hábito causa recessão dessas estruturas.

Que tratamentos são realizados para retração gengival?

Após o diagnóstico do problema, que deve ser feito por um profissional especializado, é importante buscar uma solução para a retração gengival. O tratamento depende da gravidade e do tamanho do caso, podendo variar desde medidas simples até procedimentos mais complexos.

Logo, se você notar algo diferente no sorriso, o recomendado é procurar um dentista para ajudá-lo quanto ao tratamento e diagnóstico mais apropriado.

Limpeza dentária

O tratamento para a retração gengival depende da origem e da gravidade do quadro. A princípio, a pessoa deve ficar atenta à maneira como escova os dentes, para não fazer movimentos bruscos e danificar as gengivas.

Powered by Rock Convert

Uma escovação com muita força provoca um desgaste e leva à retração. Em casos mais leves, mudar alguns hábitos na hora da escovação já é suficiente para solucionar o problema.

Raspagem

Quando a causa da retração da gengiva é o acúmulo de tártaro e placa bacteriana, uma boa limpeza, realizada em um consultório com equipamentos adequados, pode ser suficiente para resolver o problema.

A raspagem subgengival consiste na remoção de tártaro aderido à superfície dentária por meio de instrumentos manuais, como os raspadores e as curetas, ou do ultrassom odontológico.

Uso de aparelho ortodôntico

Para as pessoas que sofrem com dentes apinhados e falhas na oclusão, a melhor opção é o uso de um aparelho ortodôntico. Esses dispositivos auxiliam na correção do problema ao reposicionar a dentição em relação à gengiva.

Cirurgia

Em casos mais graves de retração, medidas mais drásticas são necessárias, como uma cirurgia plástica. Ela é feita pelo método do enxerto de gengiva, que é dividido em 3 tipos: o pediculado (usando tecidos próximos ao dente), o livre (que tira uma camada superficial do céu da boca) e o conjuntivo (tratando a região com uma parte do tecido bucal).

Esse procedimento contém a perda óssea e a retração, além de proteger a raiz do dente e harmonizar o sorriso. Outra possibilidade é a reposição labial, em que faixas de mucosa são retiradas, suturadas e reposicionadas, sendo que o freio da boca é preservado.

Como prevenir a retração gengival?

Ao mudar alguns hábitos no dia a dia, é possível evitar que a retração gengival apareça.

Escove os dentes corretamente

Escovar os dentes com força excessiva pode ser bastante prejudicial. Para manter a boa higiene, o recomendado é fazê-lo de modo devagar, sem colocar muita pressão. As escovas com cerdas macias são as melhores opções, já que as duras causam traumas.

Use fio dental

O fio dental ajuda a garantir uma higiene ainda mais eficiente, alcançando locais em que a escova de dente não consegue chegar. O uso é fundamental para evitar o surgimento da gengivite e outras inflamações na área. Desse modo, a retração provocada por doenças periodontais é prevenida.

Mantenha uma alimentação saudável

Com uma boa alimentação, é possível reduzir a chance de retração gengival, pois os alimentos ricos em fibras auxiliam na limpeza da superfície dentária, diminuindo a placa bacteriana. Além disso, a ingestão de vitamina C é essencial, já que ela reforça o tecido gengival.

Agora que você já sabe quais são as causas e o tratamento para a retração gengival, é muito importante prevenir o problema. Por isso, escove os dentes corretamente, use fio dental e mantenha uma boa alimentação. Além disso, lembre-se de procurar um dentista imediatamente, caso tenha algum sintoma, e de fazer visitas regulares a esse profissional.

E então, gostou deste post? Ficou com alguma dúvida? Basta entrar em contato conosco para que possamos ajudá-lo!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário