Afinal, qual a importância da qualidade do sono?

6 minutos para ler

A correria do dia a dia pode fazer com que a qualidade do sono fique prejudicada, não é mesmo? E quando não dedicamos a atenção necessária ao nosso corpo, o rendimento do dia seguinte deixa a desejar. Um processo de sono normal é caracterizado pela redução do metabolismo, da atividade motora e da consciência da pessoa.

É durante esse tempo que o corpo consolida a memória, libera a secreção de hormônios, renova células e fortalece o sistema imunológico. Para tanto, o ideal é dormir de 6 a 8 horas por noite, sem interrupções. No entanto, muitos não conseguem atingir essa meta.

Neste post, vamos mostrar quais são as fases do sono e como dormir melhor. Confira!

Conheça as fases do sono

Quando adormecemos, passamos por várias fases, sendo que cada uma delas apresenta diferentes funções. Elas ocorrem em ciclos que duram de 90 a 110 minutos e se repetem de 4 a 5 vezes por noite.

Alguns estágios têm relação com a concentração, aprendizado, memória e crescimento. Assim, durante o sono, o corpo repara e restaura os níveis de energia para enfrentar um novo dia. Um dos problemas de quem não dorme bem é exatamente não conseguir chegar a todas as fases. Por isso, é essencial ficar atento. Entenda mais a seguir.

Fase 1

Com cerca de 10 minutos, esse estágio ocorre quando os primeiros sinais do sono estão surgindo. Por ser leve, a pessoa pode facilmente acordar com qualquer barulho. Algumas características são:

  • sensação de queda;
  • respiração lenta;
  • não percepção de que já está dormindo.

Fase 2

Nessa fase, o corpo fica relaxado, as ondas cerebrais se tornam lentas, e o movimento dos olhos para. Entretanto, o indivíduo ainda pode acordar por barulho ou com alguém se mexendo no ambiente. Esse estágio dura aproximadamente 15 minutos; porém, em alguns indivíduos, é a fase mais longa.

Fase 3

Essa é a primeira etapa do sono profundo. O coração bate devagar, a respiração fica lenta, as ondas cerebrais diminuem, e os músculos relaxam. Nessa fase, a mente está desligada e, assim, não ocorrem pesadelos ou sonhos.

Fase 4

Essa é a segunda parte do sono profundo, em que é difícil acordar alguém. Apresenta uma duração de cerca de 40 minutos e é responsável pela sensação de bem-estar no dia seguinte. Nessa fase, o cérebro descansa das atividades diárias.

Sono REM

A última etapa do ciclo do sono, dura algo em torno de 10 minutos. Esse período é considerado o do sono reparador, no qual acontecem os sonhos. A respiração se torna irregular, rápida e superficial, os olhos se mexem sem parar, e os músculos ficam imobilizados, devido à intensa atividade cerebral.

Nesse ponto, pode surgir o sonambulismo, em que a pessoa levanta e anda pela casa sem acordar. À medida que os ciclos acontecem e a hora de despertar se aproxima, o tempo gasto no sono REM pode aumentar.

Entenda a influência do sono no dia a dia

Existem diversos benefícios do sono para a saúde mental e física. Durante esse tempo, o corpo trabalha para manter o equilíbrio do sistema imune, neurológico e endócrino. A privação desse descanso pode atrapalhar desde o desempenho físico até as relações sociais.

Powered by Rock Convert

Além disso, dormir bem ao longo da vida é fundamental para o envelhecimento saudável. É durante o sono reparador que muitas funções são reguladas, garantindo a vitalidade do organismo. Uma noite bem-dormida, portanto, afeta várias funções, como:

Confira algumas dicas para uma boa noite de sono

Para dormir bem, é importante mudar alguns hábitos no dia a dia. Veja, a seguir, as principais dicas para ter um sono revigorante.

Evite comidas pesadas antes de dormir

A qualidade do sono pode ser afetada dependendo do que você come antes de ir para a cama. Alimentos ricos em triptofano, como banana, nozes, amendoim e grão-de-bico, ajudam na indução do sono, pois essa é uma substância que atinge a produção de serotonina.

Alimentos com vitamina B6 e magnésio, como semente de gergelim e frango, também auxiliam para que você durma melhor. Por isso, o recomendado é consumi-los principalmente no jantar.

Pratique atividade física ao longo do dia

Praticar diariamente 30 minutos de atividades físicas pode ser muito benéfico para o sono — de preferência antes das 20 horas. Isso, porque, ao exercitar-se, o corpo gasta uma energia maior, aumentando a necessidade de descanso.

Quem não gosta de ir à academia, por exemplo, pode experimentar fazer uma caminhada, corrida, ciclismo ou natação.

Retire distrações do quarto

Os aparelhos eletrônicos, como computador, celular e televisão, devem ser desligados cerca de 30 minutos antes de adormecer, já que eles têm a capacidade de excitar o cérebro, deixando o indivíduo mais agitado e prejudicando o sono.

Algumas pessoas conseguem adormecer ouvindo uma música calma. Se essa lhe parecer uma boa ideia, experimente colocar um som ambiente, por exemplo.

Tente meditar

Se você já tentou dormir quando estava ansioso ou estressado, sabe o quão difícil é pegar no sono. Para mudar isso, medite por alguns minutos antes de ir para a cama. A prática apresenta diversas vantagens, como a promoção do bem-estar, relaxamento, diminuição da ansiedade e desenvolvimento da concentração.

Vá para a cama sempre no mesmo horário

De modo geral, para ficar com a mente relaxada no dia seguinte, o recomendado é dormir cerca de 8 horas por noite. Uma boa dica para ir para a cama sempre no mesmo horário é colocar um alarme no celular. Com isso, o seu corpo se acostumará à rotina, tornando mais fácil o processo de adormecer.

Agora que você já conhece a importância da qualidade do sono, lembre-se de adotar bons hábitos no dia a dia para dormir melhor. Assim, mantenha uma alimentação saudável, pratique exercícios físicos, tente meditar e desligue os aparelhos eletrônicos perto da hora de deitar. Com isso, você perceberá uma melhora progressiva no seu rendimento diário.

Gostou deste post e quer ficar por dentro das novidades? Então, siga-nos nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram, LinkedIn e YouTube!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário