Dar atenção à saúde bucal é um sinônimo de cuidados com todo o organismo. Afinal de contas, os problemas que surgem em nossa boca podem ser precursores de doenças em vários outros órgãos e sistema, nos afetando por inteiro. Um dos maiores agravos, por exemplo, é o aparecimento da placa bacteriana.

Esse tipo de ocorrência favorece o desenvolvimento de várias doenças bucais que podem, quando não tratadas da maneira adequada, evoluir para questões ainda mais sérias. Isso afeta, sem sombra de dúvidas, a qualidade de vida dos pacientes acometidos e pode causar dores e desconfortos intensos.

Ficou com dúvidas? Gostaria de saber um pouco mais sobre a placa bacteriana? Pensando nos questionamentos mais comuns, preparamos um artigo para explicar melhor o que é esse problema, como ele surge, quais são as suas consequências e dar dicas importantes para preveni-lo. Boa leitura!

O que é a placa bacteriana?

Também conhecida como biofilme, a placa bacteriana é o nome dado a uma espécie de ‘’comunidade’’ de micro-organismos que são encontrados na superfície dentária, na linha das gengivas e no espaço entre os dentes, também chamado de interdental. Ela, no entanto, pode ser encontrada em toda a cavidade oral.

A placa é formada majoritariamente pela deposição de restos de alimentos (especialmente os açúcares) na superfície dos dentes, que não são posteriormente removidas adequadamente por meio da escovação e de outros hábitos de higiene bucal. Pouco a pouco, as bactérias liberam substâncias que fazem com que os alimentos se calcifiquem, ficando duros e resistentes e favorecendo ainda mais a proliferação desses seres.

Quais são as consequências da presença de placa para a saúde?

Agora que conhecemos o que é a placa bacteriana e sabemos como ela se forma em nossas bocas, que tal entendermos algumas das principais consequências desse problema para a nossa saúde? Confira algumas doenças e ocorrências comuns a seguir!

Gengivite

Como o próprio nome já nos indica, a gengivite é uma forma comum de inflamação na região gengival. Esse problema pode causar irritação, vermelhidão e inchaço na área, por conta da inflamação local.

Com o passar do tempo, no entanto, a gengivite pode evoluir para um problema mais sério, conhecido como doença periodontal. Falaremos mais sobre ela a seguir!

Periodontite

A periodontite, também chamada de doença periodontal, é a forma mais avançada da gengivite. Ela é diretamente causada pela presença da placa bacteriana, que faz com que o ambiente fique propício para que milhares de micro-organismos se reproduzam em nossa boca.

Com o passar do tempo, a inflamação pode ficar muito séria e levar a consequências graves, que incluem a perda de certos dentes e a passagem de bactérias nocivas para a corrente sanguínea, fazendo com que o problema migre para outras regiões do organismo e se torne sistêmico.

Powered by Rock Convert

Cárie

Velha conhecida de muitas pessoas, a cárie nada mais é do que a corrosão do esmalte dentário pela ação de bactérias nocivas, que se proliferam e soltam substâncias erosivas na superfície do dente.

Com isso, elas acabam infiltrando essa estrutura, atingindo a raiz e, em casos mais graves, o nervo do dente. Isso pode fazer com que a estrutura seja danificada, podendo levar à perda dentária e a dores muito fortes, que podem levar à necessidade de um tratamento de canal.

Tártaro

Um dos maiores inimigos da estética e da saúde, o tártaro é aquela placa característica que se forma sobre os dentes, deixando-os com um aspecto nada agradável. Além de trazer prejuízos para autoestima, a sua presença pode causar problemas para a saúde.

Isso acontece porque ela cria um ambiente propício para que mais bactérias se instalem na região e se multipliquem, gerando uma reação em cadeia complicada de controlar. Por isso, é necessário fazer a remoção do tártaro em um consultório odontológico de confiança.

Como evitar o aparecimento da placa bacteriana?

Parece bastante sério, não é? O aparecimento da placa bacteriana pode trazer consequências graves para a qualidade de vida de qualquer pessoa. Por isso, a prevenção é essencial. Aprenda, a seguir, a evitar o desenvolvimento desse problema!

Faça a escovação correta da boca

Escovar os dentes diariamente é importante para evitar o surgimento da placa bacteriana. A escovação mecânica é a responsável por eliminar grande parte dos restos de comida da superfície dentária, evitando que as bactérias possam agir sobre eles e criar a placa. Por isso, faça com que esse hábito seja parte de seu dia a dia!

Utilize o fio dental todos os dias

Assim como a escovação, o uso do fio dental é essencial para garantir que a placa de bactérias não se forme sobre os nossos dentes e em outras regiões da boca. Essa ferramenta é crucial para atingir o espaço entre os dentes e as gengivas, áreas de difícil acesso e que não são alcançadas pelas escovas de dente comuns.

Não deixe de escovar a língua

Você sabia que a placa bacteriana também pode se formar sobre a nossa língua? É isso mesmo! Esquecer-se de escovar essa região pode fazer com que bactérias se acumulem na área, migrando com muito mais facilidade para os dentes e outras partes da cavidade oral. Por isso, capriche na limpeza da língua!

Evite a ingestão de alimentos ricos em açúcar

Como já vimos, o açúcar é uma parte importante do processo de formação da placa na cavidade oral. Por isso, evitar alimentos ricos em açúcares é uma boa maneira de prevenir o aparecimento desse problema. Isso, é claro, não quer dizer que você não possa comer um docinho, mas reduza o consumo desse tipo de alimento!

A placa bacteriana é um problema bastante sério, não é mesmo? Felizmente, com alguns cuidados simples, mas frequentes, é possível combater essa questão e evitar que ela apareça. Capriche em sua higiene bucal diária e fique bem longe desse agravo em seu dia a dia!

Gostou deste artigo? Então, que tal receber todas as nossas novidades diretamente em seu e-mail? Para isso, basta preencher a caixa correspondente e assinar a nossa newsletter!

Powered by Rock Convert

Escreva um comentário

Share This