O que é people first e por que ele tem sido tão falado? Entenda!

6 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Valorizar o capital humano para promover um ambiente de trabalho saudável é um tema que vem sendo discutido há muito tempo, embora, na prática, seja deixado de lado por alguns gestores. Um novo conceito, entretanto, reacendeu o debate no mundo corporativo, incentivando a colocar em prática diversas mudanças importantes: é o que chamamos de people first.

Embora muitas pessoas já tenham tido algum contato com a expressão, é comum que surjam dúvidas sobre as aplicações desse termo e a sua importância nas instituições. Pensando nisso, elencamos alguns esclarecimentos sobre o tema para que você saiba tirar essa filosofia do papel. Não deixe de conferir!

O que é people first?

People first é a expressão em inglês que, em tradução livre, significa “pessoas primeiro”. O conceito exprime a ideia de que as pessoas que trabalham em uma organização devem ser colocadas em primeiro lugar. Todavia, muitas empresas deixam seus colaboradores de lado, priorizando o lucro, a capacidade produtiva e o capital acima de qualquer coisa.

Esse tipo de atitude, entretanto, tem sido revisto por muitos gestores como prejudicial, tanto para a equipe quanto para a própria sustentabilidade do negócio. A expressão em inglês, dessa forma, propõe uma reflexão sobre a importância de valorizar as pessoas envolvidas na atividade econômica, especialmente os colaboradores.

Como funciona na prática?

O conceito people first pode ser aplicado aos processos empresariais como um todo, incorporando-se tanto nas políticas internas do negócio quanto no relacionamento com parceiros e clientes. Quando aplicado ao RH, essa filosofia fica ainda mais compreensível.

Na prática, o setor adotará um conjunto de ações que permite valorizar o funcionário em todos os sentidos, promovendo o seu bem-estar no trabalho e buscando soluções que tornem mais satisfatória a sua trajetória profissional e pessoal. Basta pensarmos nas atuais medidas que promovem o ambiente familiar do colaborador, como vale-cultura, auxílio-creche e bolsas de estudo.

Vale destacar, no entanto, que a adoção desse tipo de filosofia não se restringe a ações pontuais em favor dos funcionários. Trata-se, ao contrário, de um ideal que incorpora à própria cultura empresarial, criando relações mais consistentes e melhorando a comunicação interna.

Por que ele tem sido tão falado?

Um dos motivos pelos quais o conceito tem sido abordado ultimamente é o fato de trazer inúmeros benefícios à organização, além da tendência de adoção dessa filosofia no mercado. Confira, então, a importância de aderir ao people first!

Aumento do engajamento

Quando o funcionário goza de bem-estar e se sente valorizado no ambiente de trabalho, é natural que se engaje mais nos projetos da empresa e se importe com os seus resultados. Tanto a intenção de retribuir os incentivos quanto o aumento da motivação contribuem para isso. Ao contrário, se o colaborador é visto como apenas um número na instituição, é provável que desconsidere a relevância do próprio trabalho.

Melhoria no desempenho

A partir do aumento da motivação e do engajamento nos propósitos do negócio, também se pode observar a melhoria no desempenho geral. O people first, nesse sentido, é capaz de elevar a produtividade e melhorar o desempenho das equipes.

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Redução de erros e conflitos

Dando o melhor de si, os colaboradores ainda tendem a reduzir erros nos processos e agregar maior valor ao negócio. Outra consequência importante é a diminuição de conflitos. Afinal, um ambiente que coloca as pessoas em primeiro lugar constrói pontes e favorece a comunicação entre gestores e colaboradores. Como reflexo disso, nota-se a melhoria do clima organizacional e a harmonia entre as equipes.

Retenção de talentos

Outra vantagem trazida pelo people first é a retenção de talentos. Afinal, é mais atrativo trabalhar em um local onde há políticas voltadas para o bem-estar e a satisfação do funcionário. Trata-se de um diferencial importante para a permanência de bons profissionais.

Melhoramento da imagem

Por último, o cultivo de princípios que colocam a vida e a dignidade das pessoas em primeiro lugar é responsável pelo melhoramento da imagem da empresa no mercado. Isso porque a filosofia atribui valor ao empreendimento, o que é percebido tanto pelo público consumidor quanto pelos parceiros estratégicos do negócio.

Como aplicar essa filosofia?

Como visto, são vários os benefícios que o conceito de people first pode trazer para a empresa. Tendo em vista a sua importância, é fundamental estar atento às dicas de como colocá-lo em prática. Confira algumas delas!

Comprometa-se com a filosofia

Em primeiro lugar, a organização inteira precisa estar comprometida com a filosofia people first. Apenas desse modo o empreendimento pode adaptar suas políticas e seus processos de maneira contínua e eficaz. Nesse sentido, é fundamental que exista engajamento entre colaboradores e gestores e que a instituição deixe claro quais são os seus novos propósitos.

Invista em treinamento

Como segundo passo, é importante investir em treinamento aos gestores e colaboradores. Isso será fundamental para que os administradores compreendam a aplicabilidade do conceito e visualizem novos cenários e estratégias para o negócio. Já para os funcionários, oferecer treinamento será uma forma de desenvolvê-los e, ao mesmo tempo, valorizá-los — investindo em seu crescimento pessoal e profissional.

Adote um sistema de reconhecimento

Adotar um sistema de reconhecimento é mais uma prática importante para que as equipes se sintam valorizadas. A maioria dos gestores imagina que isso demanda muitos recursos e esforços da empresa. Por outro lado, atitudes simples podem contribuir nesse sentido. Por exemplo, é possível adotar o hábito de encaminhar feedbacks positivos às equipes ou mimos como forma de retorno pelo bom desempenho.

Ofereça benefícios corporativos

Uma última dica que, no entanto, não esgota as possibilidades, é oferecer um plano de benefícios aos colaboradores. Essa é uma das políticas de valorização mais comuns e que costuma ser bem-vista pelos trabalhadores. Entre os exemplos, vale mencionar a oferta de plano de saúde e odontológico para cuidar da qualidade de vida dos funcionários e de suas respectivas famílias.

Não há dúvida de que colocar em prática o people first pode revolucionar a forma como sua empresa gerencia o capital humano. Por meio desse conceito, afinal, tira-se o foco apenas no lucro e se passa a pensar nos colaboradores como prioridade.

São eles que garantem o bom desempenho da instituição no mercado. Nada mais justo, portanto, que sejam valorizados a partir de políticas e ações que favoreçam o bem-estar do funcionário e a sua qualidade de vida, tanto no ambiente de trabalho quanto na vida particular.

Gostou do conteúdo? Então, não deixe de compartilhar sua experiência deixando um comentário abaixo!

Powered by Rock Convert
Novos cenários causados pela COVID-19: quais os impactos para as empresas?Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário