Parar de fumar é um grande desejo para muitas pessoas que ainda não conseguiram vencer esse desafio. Esse hábito pode causar diversos males, e ter consciência deles já é um começo para tentar largar o vício.

O problema é que nem todo mundo presta atenção aos sinais negativos que o corpo apresenta quando substâncias tão nocivas como as presentes no cigarro são absorvidas pelo organismo.

Então, para esclarecer o tema e deixá-lo mais informado, listamos os indícios que você não pode ignorar quando o assunto é tabagismo. Confira!

1. Boca seca

A primeira coisa corriqueira que um fumante pode começar a reparar é a sensação constante de boca seca, também conhecida como xerostomia.

Esse efeito existe porque o cigarro interfere na secreção salivar, diminuindo a produção normal de saliva. Consequentemente, sua função de proteger a boca e fazer a limpeza da microflora bucal é afetada, sendo que até a deglutição fica mais difícil.

Logo, o ideal é perceber que a solução não é beber mais água ou usar hidratantes labiais. Nada disso vai apresentar um bom resultado se o motivo da redução da saliva não for resolvido. Ou seja, é melhor parar de fumar!

2. Pequenas lesões

A falta de salivação não só gera a secura, como também deixa a mucosa bucal como um todo mais vulnerável e sensível. Como resultado, é comum surgirem rachaduras nos lábios, fissuras na língua e outros tipos de ferida.

Mesmo quando remediadas, essas pequenas lesões costumam voltar e acabam se tornando um incômodo no dia a dia — principalmente porque ficam em uma região que movimentamos muito para falar, comer etc.

3. Falta de paladar

Sim, os fumantes não sentem o mesmo sabor das comidas que as pessoas que não fumam. Na verdade, a percepção de cada um é diferenciada, porém, o cigarro também é capaz de provocar alterações no paladar.

Talvez você até conheça alguém que parou de fumar há algum tempo e comentou que as comidas passaram a ter um gosto melhor e mais marcante.

O que acontece é que o fumo causa uma certa atrofia das papilas gustativas, responsáveis pelo reconhecimento do sabor de diferentes substâncias. Então, é simples perceber por qual razão o hábito de fumar geralmente ocasiona essa falta de paladar.

Nesse caso, um dos grandes perigos é o uso excessivo do sal. Como essas pessoas têm maior dificuldade para sentir o gosto da comida, especialmente dos alimentos salgados, há uma tendência de colocarem cada vez mais sal para realçar o sabor — o que sabemos que não faz bem para a saúde.

4. Dentes amarelados

Outro sinal bastante conhecido de que é hora de parar de fumar são os dentes amarelados. Isso acontece porque o cigarro apresenta componentes como nicotina, alcatrão e amônia, que acabam ficando impregnados na superfície dentária.

Powered by Rock Convert

Toda vez que o fumante inala a fumaça do cigarro aceso, ela passa por toda a sua boca e deixa resquícios desses componentes nos dentes. Com o passar do tempo, o acúmulo desses resíduos forma manchas — inclusive, quem fuma há muitos anos corre o risco de adquirir manchas impossíveis de remover.

Sendo assim, uma preocupação que toda pessoa que fuma deve ter é visitar o dentista regularmente. Deixar de fazer limpezas periódicas pode resultar em danos irreparáveis — e ninguém quer ficar com o sorriso manchado, não é mesmo?!

5. Mau hálito

Esse é, provavelmente, o efeito mais comum que podemos esperar do cigarro. Basta chegar perto de um fumante para sentir o odor desagradável vindo da fumaça. Para piorar, esse cheiro fica retido na boca da pessoa e o mau hálito se torna persistente.

Contudo, engana-se quem pensa que o desconforto é vivido apenas por aqueles que convivem com o tabagista. A halitose acaba virando um problema para o fumante, sobretudo quando ele não tem bons hábitos de higiene bucal.

A convivência pessoal e profissional é prejudicada e há consequências negativas para a autoestima. Portanto, mascarar a situação com o uso de balas, chicletes ou enxaguantes bucais não vai resolver. Até porque a frequência do ato de fumar é, na maioria das vezes, maior que a da escovação dos dentes.

6. Doenças periodontais

Não só a aparência dos dentes e o cheiro da boca são comprometidos quando se tem o costume de fumar. Normalmente, o tabagismo é uma porta de entrada para diversas doenças que afetam a saúde de modo geral.

Um grande exemplo disso são as doenças periodontais, como a gengivite e a periodontite, inflamações decorrentes do acúmulo de bactérias. A questão é que como o cigarro tende a causar uma vasoconstrição sistêmica, a gengiva não sangra muito e a pessoa não percebe que algo está errado.

Outras possíveis ocorrências são inchaço e retração da gengiva, amolecimento dos dentes e perda óssea. Por tudo isso, não é difícil encontrar fumantes que já tenham perdido alguns dos seus dentes e tiverem que fazer implantes.

7. Lesões pré-malignas

Para piorar, existe ainda o risco do câncer de boca, que está estampado nas embalagens de cigarro como alerta para a população. A incidência desse tipo de enfermidade é mais comum na população masculina — cerca de três vezes maior em relação à população feminina.

O principal sinal é o surgimento de pequenas lesões na região bucal, geralmente em forma de placas esbranquiçadas ou vermelhas (leucoeritroplasia). Sua ocorrência se dá na mucosa da boca e na língua, sendo possível a formação de um tumor ou não (quando elas permanecem espaçadas e heterogêneas).

Cerca de 90% dos pacientes afetados pelo câncer de boca são fumantes, o que demonstra a relação direta entre os dois fatores. A boa notícia é que o ato de parar de fumar diminui consideravelmente o perigo, e a detecção precoce do problema aumenta as chances de cura.

Enfim, depois de conhecer todos esses sinais, fica claro que todo cuidado é pouco. A consulta periódica com um dentista é fundamental para avaliar as condições bucais e atuar na prevenção de alguns males — já pensou em fazer um plano odontológico? Esse é o melhor caminho para manter a saúde bucal em dia.

Além disso, aqueles que ainda não conseguiram abandonar esse vício perigoso precisam redobrar a atenção para evitar complicações mais graves, sem perder de vista o objetivo maior: parar de fumar o quanto antes!

Gostou do nosso post? Agora, aproveite para assinar a nossa newsletter e continuar recebendo informações como esta!

Powered by Rock Convert

Escreva um comentário

Share This