Imposto de Renda, Plano de Saúde e as dúvidas na hora da declaração

4 minutos para ler

Despesas com Plano de Saúde podem e devem ser informadas na sua declaração de Imposto de Renda. E para fazer a dedução, basta usar o modelo completo.

Mas para ser apto à dedução de despesas, o plano de saúde precisa ser somente do declarante ou, se for familiar, os beneficiários também devem ser incluídos como dependentes na declaração. No caso de planos empresariais, só pode abater os valores pagos pelo funcionário, ou seja, os reembolsos.

Mas atençãodeslizes e esquecimentos podem levá-lo à cair na malha fina!

Para evitar esse transtorno e ajudar na melhor forma de fazer essa inclusão, seguem algumas dicas e boa práticas de Declaração de Imposto de Renda.

Como preencher

Este tipo de despesa deve ser lançada no quadro Pagamentos Efetuados, com o código 26 – Planos de Saúde no Brasil. O declarante informará o nome e CNPJ da operadora do plano, o valor pago no ano e o valor reembolsado, se houver.

Os passos são os mesmos para declarar despesas com planos de saúde de dependentes, com a diferença de que o declarante deve marcar o campo correspondente. Também não há limite para a dedução dos gastos com saúde do dependente.

Reembolso

Um erro muito comum na hora de declarar o Imposto de Renda é o contribuinte deixar de informar o reembolso – por consultas e exames particulares. Quando há reembolso total ou parcial, é obrigatório declarar individualmente cada um dos profissionais de saúde ou das empresas que o atendeu, o valor da despesa e o reembolso recebido pelo plano.

Para preencher corretamente os campos, devemos escolher um dos códigos abaixo no menu Pagamentos Efetuados, correspondente à despesa que teve reembolso do plano:

Powered by Rock Convert

09 – Fonoaudiólogo no Brasil
10 – Médicos no Brasil
11 – Dentistas no Brasil
12 – Psicólogos no Brasil
13 – Fisioterapeutas no Brasil
15 – Médicos no Exterior
16 – Dentistas no Exterior
17 – Psicólogos no Exterior
18 – Fisioterapeutas no Exterior
20 – Fonoaudiólogo no Exterior
21 – Hospitais, Clínicas e laboratórios no Brasil
22 – Hospitais, Clínicas e Laboratórios no Exterior

Em seguida, o declarante precisa informar se a despesa foi do titular da declaração, de um de seus dependentes ou de um de seus alimentados. Se for relativo a um dependente ou alimentado, deve-se informar o nome dele.

A seguir, preencha a declaração informando o nome do profissional ou empresa que fez o atendimento de saúde, bem como seu CPF ou CNPJ, conforme o caso. Informe no campo Valor Pago o total desembolsado pelo procedimento de saúde e no campo Parcela não Dedutível/Valor Reembolsado, o montante recebido como reembolso do plano de saúde.

Demonstrativo Eletrônico de Imposto de Renda

Todos os planos de saúde fornecem um relatório detalhado com as despesas médicas reembolsadas no ano anterior. Alguns disponibilizam um arquivo eletrônico, que pode ser importado para a declaração, o que ajuda a economizar.

Para importar os dados do informe fornecido pelas seguradoras, clique em Importações, Informe de Planos de Saúde, na barra de menu, ou escolha Importar arquivo do plano de saúde no rodapé da ficha Pagamentos Efetuados ou também você pode clicar em Importações, na barra lateral esquerda. Um quadro vai aparecer e, nele, você deve buscar o campo Informe de Plano de Saúde.

Dados que serão recuperados na importação do informe de planos de saúde:

  • CNPJ do plano de saúde
  • Nome do plano de saúde
  • CPF do beneficiário (titular, dependente ou alimentando)
  • Exercício e ano-calendário
  • Valor pago
  • Reembolso

Clientes Golden Cross conseguem facilmente fazer o download do seu demonstrativo eletrônico. Basta se logar no site e na área do cliente, no menu lateral “SERVIÇOS” procurar o item “Demonstrativo de Imposto de Renda”.

Fonte: Brasil Econômico
http://economia.ig.com.br/financas/impostoderenda/2014-04-25/imposto-de-renda-veja-como-declarar-gastos-com-planos-de-saude.html

 

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário