A higiene no trabalho pode parecer uma questão óbvia, mas o problema é que nem todo mundo pensa assim ou segue as medidas necessárias para ter esse tipo de resultado no ambiente profissional.

A verdade é que a integridade física e mental do trabalhador deve ser protegida, especialmente para garantir o bem-estar, a saúde e as condições adequadas para cada um exercer suas atividades.

Você já parou para pensar nisso? Será que a sua empresa toma as precauções devidas? Saiba mais sobre o assunto a seguir e aproveite as dicas para melhorar a higiene no seu local de trabalho!

1. Manter as janelas abertas

Um ambiente saudável precisa ser arejado, inclusive porque diversas doenças são transmitidas pelo ar. O pensamento de deixar tudo fechado para evitar a contaminação é uma bobagem, pois a boa ventilação é extremamente favorável.

O ar precisa circular para não causar mofo, acúmulo de poeira e outras complicações. Experimente colocar algumas pessoas para trabalhar durante um tempo em uma sala fechada. É bem provável que pelo menos uma delas desenvolva alergia, resfriado ou outro tipo de desconforto.

Portanto, a melhor sugestão é deixar as janelas sempre abertas, principalmente no horário de trabalho. Além da ventilação, isso deve favorecer a regulação da temperatura e da iluminação natural — que também são importantes para a saúde e o conforto de todos. Para os ambientes com ar condicionado é sempre importante fazer a manutenção e limpeza para evitar que a qualidade do ar seja comprometida.

2. Oferecer artigos de higiene pessoal

Não é uma obrigação das empresas oferecer tantos artigos de higiene pessoal, já que isso deve ser uma preocupação de cada um. Porém, essa não deixa de ser uma estratégia para incentivar as pessoas a cuidarem melhor de si.

Nesse caso, a instituição pode avaliar o que cabe dentro do seu orçamento e escolher os produtos que prefere disponibilizar. Os mais comuns são sabonete, pasta de dentes, fio dental, álcool em gel, hidratante e desodorante.

Dessa forma, os funcionários não têm desculpa para não manter os procedimentos básicos de higiene no dia a dia. O resultado pode ser percebido até mesmo nas relações profissionais, porque muitos são prejudicados pela falta de cuidados.

3. Ter uma rotina de limpeza

Enquanto cada colaborador deve ficar atento aos cuidados pessoais, a empresa precisa se responsabilizar pelo ambiente em geral. Afinal de contas, a preservação da higiene no trabalho requer uma rotina assídua de limpeza das áreas comuns.

Esse é um tipo de serviço que deve ser valorizado dentro de qualquer organização. Para facilitar, o gestor ou responsável pode montar um cronograma para que todos os locais sejam atendidos.

Alguns setores precisam de uma atenção especial, como os banheiros e as cozinhas. As salas com muita movimentação diária também merecem uma faxina mais frequente. Já os ambientes menos visitados e determinados itens (como janelas e portas de vidro) podem ser encaixados na programação semanal.

Por sua vez, a empresa tem a incumbência de fornecer todos os materiais para a limpeza, tomando muito cuidado na utilização e instrução de produtos perigosos para à saúde (inflamáveis, corrosivos, tóxicos etc).

Powered by Rock Convert

Outro detalhe indispensável é providenciar os equipamentos de proteção individual aos encarregados pela higienização geral, reforçando a importância da segurança do trabalho.

4. Estimular regras de boa convivência

Como cada pessoa possui uma criação diferente, não dá para esperar um alinhamento total entre as práticas do time de funcionários, não é mesmo? Sem falar que a própria empresa pode ter as suas preferências para a convivência do grupo.

Diante disso, uma dica é estabelecer uma espécie de manual que sirva como orientação coletiva. O que isso quer dizer? Pequenas regras que contribuam para que o ambiente seja mais higiênico devem ficar explícitas.

Por exemplo, definir um local adequado para as refeições e evitar que as pessoas comam em seus postos de trabalho; separar locais específicos para o depósito de lixo; propor que cada um lave os objetos que utilizar (copos, pratos, xícaras), entre outros.

Com o apoio de toda a equipe, certamente essa medida terá efeitos muitos positivos para o espaço comunitário.

5. Promover ações de conscientização

Outra forma de alinhar as atitudes do grupo é trabalhar na educação das pessoas. Isto é, oferecer informação qualificada para promover a conscientização coletiva — acredite, esse é um jeito muito eficaz de transformar ambientes.

A partir do momento que a instituição educa o seu colaborador, a probabilidade de que ele cometa falhas é cada vez menor. O profissional pode se sentir até pressionado a fazer o que é certo por conta da instrução que recebeu, o que não aconteceria se estivesse desinformado sobre aquela situação.

Na prática, isso abrange ações de proporções diferenciadas. Programar uma tarde motivacional com palestras e dinâmicas é uma ótima alternativa para envolver as pessoas no objetivo comum.

Por outro lado, colocar um simples lembrete nos sanitários também é capaz de ser produtivo. Quem nunca leu uma placa dizendo “não se esqueça de dar descarga e lavar as mãos ao usar o banheiro”? Parece banal? Sim, mas não custa nada reforçar esse conselho na correria do dia a dia. Procure fazer cada um pensar em si mesmo e no próximo!

6. Cuidar do lixo

Quando falamos de higiene no trabalho é comum pensar mais na limpeza do que na sujeira, certo? Só que cada organização produz resíduos de naturezas diversas, e isso também precisa ser considerado.

Fazer o descarte correto é uma tarefa fundamental, até porque o acúmulo de lixo é capaz de trazer riscos à saúde e o destino impróprio é capaz de gerar consequências negativas para toda a população (e o meio ambiente). Então, é bom não se esquecer dessa parte!

Enfim, por que essas recomendações são tão importantes? Promover melhores condições de higiene beneficia tanto os funcionários quanto a própria empresa. Dentre os resultados esperados, é possível apontar:

  • aumento do bem-estar e da qualidade de vida de todos;
  • melhoria da produtividade, dentre outros aspectos, como organização e disciplina;
  • crescimento da satisfação e da motivação do colaborador;
  • redução do afastamento por doenças e de acidentes no trabalho.

Viu só como a higiene no trabalho traz vantagens? Cultivar bons hábitos é uma prática que deve ser incentivada em todo tipo de ambiente!

Se você gostou do post, aproveite para assinar a nossa newsletter e continuar recebendo outros artigos com dicas incríveis para implementar no seu negócio!

Powered by Rock Convert

Escreva um comentário

Share This