Saiba quais cuidados tomar na harmonização facial

6 minutos para ler

Tendências surgem a todo momento, e já faz algum tempo que a harmonização facial é uma das técnicas em alta no mercado estético. O tratamento pode ser feito por dermatologistas e esteticistas, mas muitos atuantes na Odontologia também se especializam nessa área.

Aliás, a qualificação do profissional escolhido é um fator muito importante, pois existem riscos envolvidos tanto no ato do procedimento como nos resultados. Que tal conhecer um pouco mais do assunto? Tire as principais dúvidas a seguir e aproveite as nossas dicas sobre os cuidados que devem ser tomados!

Como funciona a harmonização facial?

O objetivo da harmonização facial, como o próprio nome indica, é conseguir um efeito mais harmônico para o rosto do paciente. Isso tem a ver com as suas vontades e preferências estéticas ou com necessidades identificadas em conjunto com o profissional.

Há pessoas que se incomodam com a presença de olheiras e marcas de expressão, enquanto outras querem deixar a face mais definida ou diminuir a papada. O nariz, o queixo, o olhar e o sorriso também estão entre os principais incômodos relatados nos consultórios.

Então, para cada resultado esperado, pode ser necessário escolher procedimentos diferentes. Por exemplo, às vezes, a injeção da toxina botulínica é suficiente para atender ao desejo da pessoa, enquanto, em outros casos, é preciso conjugar técnicas como lifting, preenchimento, enzimas e bichectomia.

Em geral, as opções mais comuns são o preenchimento com ácido hialurônico e a aplicação de botox. O primeiro serve para dar volume em determinados pontos da face, e a toxina botulínica consegue relaxar os músculos, para evitar a formação de rugas ou o tensionamento da área.

Quais os perigos da harmonização facial?

Quando feita por um profissional reconhecido, capacitado e responsável, a harmonização facial é um tratamento seguro. Contudo, não há como negar que existem riscos, ainda mais quando o serviço não é realizado por alguém tão competente ou com toda a segurança necessária.

O preenchimento com ácido hialurônico feito em excesso é capaz de causar deformações e prejuízos para a saúde mental do paciente, sobretudo quando o objetivo inicial era melhorar a sua autoestima. Além disso, como o efeito não é eterno, a aplicação exagerada pode gerar flacidez e desencadear um ciclo de aplicações progressivas para conseguir sustentar a pele com o tempo.

A aplicação de forma errada ou inconsciente também pode ser perigosa, pois há chance de o produto cair em um vaso sanguíneo, gerando outras complicações, como a necrose em algum tecido, problemas circulatórios e até cegueira — sim, ao pegar uma veia ligada ao olho, é possível afetar a visão.

Outra questão é respeitar as contraindicações e não fazer a harmonização facial a qualquer custo — apenas sob orientação profissional. Grávidas, lactentes e pessoas com infecções são alguns dos casos que requerem atenção.

Como ela pode afetar a saúde bucal?

Além das finalidades estéticas, os procedimentos já citados têm utilidade no âmbito da Odontologia. Embora não estejam entre as urgências odontológicas, problemas de saúde bucal podem ser resolvidos com processos pouco invasivos e que vão oferecer maior conforto para o paciente no seu dia a dia.

Pessoas que vivem mordendo a parte interna da bochecha e sofrendo com as feridas optam pela bichectomia, a fim de amenizar ou acabar com o problema. O botox também ajuda na contenção do bruxismo, relaxando a região mandibular para tentar controlar o ranger dos dentes.

Powered by Rock Convert

Outra situação em que a substância pode ser aplicada é na contenção do sorriso gengival, que é quando o paciente mostra grande parte da sua gengiva ao sorrir e deseja conquistar um visual mais equilibrado.

Que cuidados tomar?

O primeiro e principal cuidado é procurar um profissional qualificado para realizar os procedimentos de harmonização facial, o que inclui médicos (dermatologistas ou cirurgiões plásticos), esteticistas formados e dentistas.

Aliás, essa é uma dúvida comum e que precisa ser desmistificada. Segundo a Resolução 198 do Conselho Federal de Odontologia, o cirurgião-dentista pode fazer uso da toxina botulínica e de preenchedores faciais com objetivos funcionais ou estéticos. Prova disso é que as especializações em harmonização orofacial estão sendo cada vez mais procuradas.

Como é um tratamento que está em alta, é bom ficar atento para não ser enganado por falsas propagandas. Busque saber sobre a formação do profissional e as condições do local onde o procedimento será feito, especialmente no que se refere a higiene e segurança. Outra dica é pesquisar os produtos usados e conferir trabalhos anteriores, para ter uma referência dos resultados em outras pessoas.

Após tomar sua decisão, converse muito com o profissional, para que ele conheça os seus incômodos e desejos, mas mantenha a disposição para ouvir suas orientações. Uma relação aberta e de confiança será essencial para obter um resultado satisfatório. 

Ainda, depois de fazer qualquer intervenção, pergunte sobre os cuidados que precisam ser tomados na sequência. Confira as indicações a seguir.

Uso de cosméticos

A rotina pode envolver o uso de cosméticos específicos, como hidratante e filtro solar. A sensibilidade da pele pós-procedimento é um fator que aumenta a necessidade de proteção, para evitar o aparecimento de manchas.

Alimentação equilibrada

Manter uma dieta equilibrada e saudável é outro cuidado que deve favorecer os efeitos do tratamento, sobretudo no que diz respeito à ingestão dos nutrientes corretos.

Acompanhamento profissional

É natural que seja marcada uma consulta de retorno para que o profissional possa acompanhar o caso. De toda forma, lembre-se de que as consultas ao dentista são fundamentais para manutenção da saúde bucal.

Precauções

Alguns procedimentos podem causar certo desconforto por horas ou mesmo dias, sendo recomendado aplicar compressas de gelo para reduzir o inchaço e não fazer atividades físicas ou muito esforço por um período, por exemplo.

Enfim, tudo vai depender do que foi feito, mas desconfie se não receber nenhuma orientação para se cuidar depois de ter passado por um processo de harmonização facial. Caso perceba qualquer sintoma imprevisto, entre em contato com o profissional para saber o que fazer e não prejudicar sua saúde.

O que achou de entender mais sobre esse tema? Se gostou do post, compartilhe-o nas suas redes sociais para divulgar essas informações e alertar os seus amigos!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário