Muitas pessoas acabam tirando os dentes sisos em algum momento da vida. Várias delas tremem só de pensar sobre o assunto. Só que, na prática, esse não precisa ser um problema, principalmente se forem tomados certos cuidados na extração para não ter nenhuma complicação.

Geralmente, trata-se de uma intervenção cirúrgica comum, normalmente indicada porque o nascimento dos terceiros molares, nem sempre rompem certos na boca, eles podem ficar impactados ou inclusos ( deitados). A questão é que eles nascem de formas diferentes em cada pessoa, o que diferencia também a cirurgia.

Quer saber quais são as precauções que você deve ter ao passar por essa situação? Leia as dicas a seguir!

1. Tome os remédios indicados

Depois de passar pelo procedimento de extração, o profissional certamente vai prescrever uma série de recomendações e medicamentos para evitar dores e inflamações, entre outros possíveis agravos. Essa prescrição deve apresentar itens como anti-inflamatórios, analgésicos e até antibióticos, recomendando inclusive por quanto tempo cada medicação precisa ser tomada. Tudo deve ser seguido fielmente para prevenir qualquer mal-estar.

2. Tenha mais cuidado na escovação

É muito comum que o paciente sinta maior fragilidade na região durantes os primeiros dias pós-cirurgia. E não é para menos, já que uma estrutura óssea foi retirada dali! No entanto, isso não significa que a rotina de higienização bucal pode ser prejudicada, ok? Só é bom ter um pouco mais de cuidado ao escovar os dentes, especialmente os que ficam próximos aos locais onde estavam os sisos — que provavelmente estarão inchados, doloridos e com os pontos da cirurgia.

Então entenda: embora a limpeza tenha que ser rigorosa para impedir a proliferação de bactérias e deixar a boca bem limpa, fazer uma escovação mais suave é mais que recomendado. Alguns truques para essa prática são:

  • usar uma escova de dentes com as cerdas bem macias;
  • deixar a pressa de lado, fazendo todo o processo com muita atenção;
  • pegar um cotonete úmido para retirar os restos de alimentos visíveis que estejam ao redor dos pontos;
  • fazer bochechos mais suaves, de preferência usando só água para lavar a boca — a aplicação de enxaguantes bucais deve ser orientada pelo dentista.

3. Faça compressas geladas

Ficar com uma leve sensação de dor (amenizada pelos remédios) e com o rosto inchado também é normal. Nesse caso, o ideal é fazer compressas geladas para reduzir esses sintomas.

Você pode colocar pedras de gelo em um saco plástico, segurando-o na parte externa da bochecha, em contato com a área inchada. Uma bolsa térmica gelada é outra opção. Esse ritual deve ser feito por aproximadamente 20 minutos e diversas vezes nas primeiras 24 horas depois da extração.

4. Controle a alimentação

O incômodo de ter passado por uma cirurgia bucal é capaz de deixar as pessoas mais resistentes para comer, por medo de provocarem dor ao fazer determinados movimentos ou de atingir o local acidentado. Assim, é melhor ter uma alimentação mais leve nos primeiros dias, evitando alimentos muito duros e quentes, o que tende a causar feridas ou sangramentos.

Não por acaso, sorvetes, sucos e vitaminas estão entre as alternativas mais indicadas para os recém-operados. Só fique atento para ter uma dieta nutritiva, combinado? E outra dica indispensável é manter a hidratação em ordem, tomando bastante água durante o dia, mas sem fazer o movimento de sucção. Por isso, prefira copos, tentando não usar canudos.

5. Evite fumar ou consumir álcool

Nessa fase de recuperação, a ingestão de bebidas alcoólicas e o fumo são práticas que devem ser evitadas ao máximo. Até que a cicatrização do corte aconteça, o contato com essas substâncias nocivas pode desencadear outros problemas, atrapalhando o restabelecimento completo.

Powered by Rock Convert

Pensando nisso, os fumantes devem suspender o uso de cigarros até pelo menos a hora de retirar os pontos, enquanto o álcool precisa ser cortado até mesmo pelos riscos da interação com os medicamentos.

6. Saiba lidar com eventuais sangramentos

Apesar de ser um procedimento simples e seguro, não há como negar que fazer uma cirurgia causa certa agressão, deixando o local temporariamente comprometido. Uma das consequências mais frequentes disso é o sangramento.

Na prática, muitas pessoas nem chegam a passar por isso. No entanto, se acontecer com você, não é preciso ficar preocupado. Basta colocar um pedaço de gaze limpa sobre o local e tentar mordê-la até perceber que o sangue parou de sair. Se isso não for o suficiente e o problema persistir, vale a pena entrar em contato com seu dentista.

7. Dê uma maneirada nas atividades

Ainda que não seja uma cirurgia gravíssima, é bom deixar o corpo relaxar, não exagerando nas atividades cotidianas logo depois do procedimento. Fazer esportes, ficar muito tempo no sol, carregar peso e abaixar a cabeça estão entre os movimentos não recomendados.

Não é necessário fazer repouso absoluto, mas toda precaução é sim válida durante esse período. A propósito, um bom conselho é tentar ficar em uma posição com a cabeça mais elevada pelo maior tempo possível. Então aproveite para pegar um travesseiro mais parrudo e descansar assistindo a um filme na TV ou lendo um livro.

8. Controle os impulsos

Uma das coisas que mais dificultam uma boa recuperação são os pequenos impulsos que temos ao longo dessa fase desconfortável, como passar a língua constantemente na área operada, ficar forçando a boca e tomar qualquer atitude achando que a situação já está completamente resolvida.

Na verdade, é ótimo que o paciente se sinta bem o quanto antes, só que isso não significa que ele já deve retomar tão rapidamente sua rotina. Mesmo que não haja mais nenhum incômodo tão perceptível, lembre-se de que passar por uma operação requer cuidados.

Diante disso, é imprescindível seguir todas as indicações do profissional, controlando a vontade de parar de tomar os remédios, de comer qualquer coisa ou de seguir a opinião de outras pessoas que não sejam seu dentista. Tem gente que coloca a saúde bucal em risco ao decidir pela automedicação ou preparar soluções caseiras que podem ser perigosas nesse momento, por exemplo. Não seja esse tipo de paciente!

9. Retorne ao dentista no tempo indicado

Por mais que tudo tenha corrido muito bem, comparecer à consulta de retorno é essencial. Normalmente, essa volta é marcada cerca de 7 dias após a extração, justamente para que o cirurgião remova os pontos e avalie o processo de cicatrização.

A ocasião também deve ser aproveitada para tirar todas as dúvidas e voltar para casa com a sensação de dever cumprido. Pode ser ainda que os pontos sejam do tipo reabsorvíveis, o que não exige a volta ao consultório para sua remoção. De toda forma, manter o contato com o dentista é importante para conferir os resultados do procedimento.

Acredite: tomar esses cuidados na extração dos sisos faz toda a diferença para que nenhuma outra complicação comprometa sua saúde bucal e geral, o que é fundamental para seu bem-estar. Preparado então?

Se quiser continuar recebendo outras publicações como esta, aproveite para assinar a nossa newsletter agora mesmo!

Powered by Rock Convert

Escreva um comentário

Share This