Enfermaria ou apartamento: que tipo de plano contratar?

5 minutos para ler

Ao escolher um plano de saúde, devem ser analisados fatores como cobertura, período de carência e rede de atendimento. E embora muitas pessoas não levem em conta, o tipo de acomodação durante internações também tem grande importância na contratação.

Enfermaria ou apartamento: qual é a melhor opção? Nesse texto você vai conhecer como funciona cada uma dessas acomodações e entender as diferenças entre elas em relação à alimentação, visitas e serviços. Boa leitura!

Veja como funciona a acomodação em enfermaria

A enfermaria, também conhecida como quarto coletivo, é um aposento que geralmente contém até três leitos. Isso significa que um paciente pode dividir o quarto com outros dois, caso todos os leitos estejam ocupados.

Por se tratar de um aposento compartilhado, isso implica em regras mais rígidas para o acompanhante, afinal, é necessário evitar tumultos e exposições que sejam perigosas tanto para os pacientes quanto para os visitantes. Os horários de visitação também são mais restritos, para que nenhum hóspede seja incomodado.

No mais, usuários que optam pela acomodação em enfermaria também dividem o banheiro com os outros pacientes do quarto.

A grande vantagem em optar por um plano de saúde com acomodação em enfermaria é o valor da mensalidade, que fica reduzido. Atualmente, existem no mercado planos que oferecem internação hospitalar  — incluindo UTI e urgência/emergência — em ampla rede de atendimento com valores mais acessíveis, inclusive com a opção de contratação com coparticipação.

Conheça mais sobre o plano com acomodação em apartamento

No plano com acomodação em apartamento, ou quarto individual, o associado terá ao seu dispor um cômodo inteiro para si sem a necessidade de dividi-lo com outros pacientes. Isso inclui também a exclusividade do banheiro, ponto que pode ser bastante vantajoso em função da privacidade.

Os grandes benefícios do quarto privativo, portanto, são a privacidade e o conforto. Além disso, os horários de visitação e número de visitantes costumam ser mais flexíveis em relação à enfermaria, dependendo apenas das regras do hospital. Essa modalidade, por sua vez, tem um custo mais alto.

Considere os detalhes previstos em contrato sobre o acompanhante

Seja em enfermaria ou apartamento, é importante que você tenha conhecimento que pacientes menores de 18 anos e maiores de 60 têm direito a um acompanhante garantido por lei. No entanto, se você está fora dessa faixa etária, é preciso redobrar a atenção no contrato com a sua operadora.

Powered by Rock Convert

Nesse documento deve estar previsto o direito ou não ao acompanhante, assim como detalhes relativos à sua estadia no hospital.

Saiba como escolher entre enfermaria ou apartamento

A escolha por enfermaria ou apartamento depende muito do perfil do paciente. O primeiro item a ser avaliado é  o quanto você ou seus familiares fazem questão de privacidade e o quão incômodo seria, em uma situação de doença, compartilhar quarto e banheiro.

Em extremos de idade ou para gestantes, o tipo de acomodação costuma fazer mais diferença. Sendo assim, se receber uma criança está em seus planos, por exemplo, vale a pena pensar com mais cautela nesse aspecto.

Além disso, embora as internações sejam quase sempre imprevisíveis, é comum que pacientes com muitas doenças graves já conhecidas ou fatores de risco tenham maior chance de precisar desse serviço.

O segundo item a ser avaliado é o custo. Em geral, a diferença de valor entre os planos que oferecem quarto privativo e enfermaria não é tão significativa. Então, dependendo do caso, pode valer a pena o investimento na categoria apartamento.

Por outro lado, se o plano com quarto privado ficar apertado em seu orçamento, o melhor é optar pela enfermaria. Ainda que não seja a opção que oferece maior privacidade, esse plano pode salvar sua vida ou de seus dependentes em situações de risco. Para isso, certifique-se da garantia de um atendimento rápido e de qualidade.

Lembre-se, também, de colocar na balança outros aspectos fundamentais na escolha do seu plano de saúde. Alguns deles são:

  • cobertura territorial: território em que você poderá ser atendido (regional ou nacional);
  • presença de cobertura odontológica: rede associada de dentistas;
  • rede de atendimento: modalidades de planos com instituições de níveis de complexidade diferentes;
  • prazo de carência: tempo que é necessário esperar para utilizar os serviços contratados, mesmo que você já esteja pagando a mensalidade.

Enfim, conseguiu decidir entre enfermaria ou apartamento? Como você pôde ver, não existe uma única alternativa ideal. A melhor opção será aquela que atenderá às suas necessidades e caberá no seu bolso.

Gostou do post? E se quiser receber mais dicas como esta, não deixe de assinar a nossa newsletter. Assim, você fica por dentro dos melhores conteúdos sobre saúde e bem-estar!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário