Doenças respiratórias: como prevenir seus filhos contra elas

4 minutos para ler

Durante a infância, não há nada que tire mais o sono dos pais do que as doenças respiratórias. Elas são as mais frequentes nessa época da vida, acometendo crianças de todos os níveis socioeconômicos. Com a chegada do inverno, então, doenças como resfriado, sinusite, asma, bronquite e bronquiolite acabam se proliferando de forma ainda mais rápida.

Isso ocorre devido a vários fatores, como:

  • Maior incidência de diversos vírus, como os que causam bronquiolite e gripe, nos meses mais frios;
  • O fato de as pessoas frequentarem ambientes fechados, condição propícia para a propagação de vírus e bactérias causadores de doenças como resfriado e sinusite;
  • Queda da umidade do ar e o aumento da poluição.

Leia tambémreconheça as diferenças entre resfriado e alergia.

Nesse contexto, as crianças, que já costumam sofrer com tais doenças, são as que mais sofrem, uma vez que ainda têm um sistema imunológico imaturo.

Por tudo isso, é fundamental que pais e responsáveis previnam essas doenças, adotando algumas medidas simples no seu dia a dia.

Que tal conhecê-las?

  1. Evite o contato com vírus e bactérias

Parece óbvio, mas nem todo mundo respeita. Pessoas gripadas ou resfriadas, mesmo as mais queridas, não devem ficar em contato direto com os seus filhos pequenos, seja dentro de casa ou em outros ambientes fechados.

E mais: se algum morador da casa estiver doente, especialistas recomendam o uso de máscaras respiratórias comuns, vendidas em farmácias mesmo.

Infelizmente, em nossa cultura tais máscaras parecem ser ainda um tabu. Mas não se deixe enganar: elas são muito úteis, principalmente se você tiver um bebê.

2.    Vacinação em dia

Mantenha a vacinação dos seus filhos sempre em dia e participe das campanhas contra a gripe e outras doenças. Confira abaixo alguns links úteis.

Calendários de vacinação Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm)

Calendário nacional de vacinação (SUS)

3.    Mantenha sua casa limpa e arejada

Powered by Rock Convert

Areje bem o ambiente, abrindo portas e janelas frequentemente, mesmo que esteja frio. Também procure limpar com capricho, e frequentemente, a mobília e as cortinas da casa.

Além disso, evite usar materiais que acumulam pó, pois os ácaros (grandes causadores de alergias respiratórias) costumam se fixar em objetos como bichos de pelúcia, tapetes, almofadas, caixas de brinquedos etc.

4.    Cigarro? Mantenha bem longe das crianças

Não há exceções para essa regra. Não fume e não permita que fumem dentro da sua casa, em nenhum cômodo, pois a fumaça de cigarros irrita as vias respiratórias, entre diversos outros males que pode causar.

Leia também: alerta da OMS no dia mundial sem tabaco.

5.    Mantenha o ambiente úmido

Com o clima mais seco, as vias respiratórias ficam muito sensíveis. Nesta época, portanto, especialistas recomendam usar um umidificador de ar nos ambientes onde o seu filho passa a maior parte do tempo. Dessa forma, você previne eventuais irritações e alergias.

6.    Recorra a fluidificantes nasais

As infecções virais, como a gripe, podem evoluir para doenças mais graves, como sinusite e pneumonia. Por isso, aos primeiros sinais de entupimento de nariz, coriza e catarro, especialistas recomendam investir na hidratação com fluidificação. Isso evita o acúmulo de secreções que podem gerar infecções bacterianas, como a sinusite.

7.    Prefira sempre o pediatra

Evite levar seus filhos ao pronto-socorro sem que haja urgência ou uma orientação médica. Levar as crianças desnecessariamente a hospitais aumenta as chances de elas pegarem doenças contagiosas graves, uma vez que há muitas pessoas enfermas nesses ambientes.

8.    Cuidados específicos para bebês

Se o aleitamento materno já é recomendado em qualquer época, no inverno então é mandatório. O leite materno é o alimento ideal para os bebês. Ele transmite anticorpos que os protegem de um grande número de doenças.

Além disso, evite levar bebês com menos de quatro meses para lugares com aglomerações de pessoas. Nessa idade, as defesas do organismo ainda não estão desenvolvidas.

Leia também: doenças mais comuns no inverno e como preveni-las.

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário