Se você está procurando um plano odontológico, provavelmente está interessado nos custos mais baixos com consultas e exames que esse tipo de convênio proporciona. Sem dúvida, essa é a principal característica que tem levado cada vez mais pessoas e empresas a contratar o serviço.

A escolha por um plano odontológico, no entanto, não deve ser feita às escuras. Para escolher o plano certo, vale a pena refletir sobre as suas necessidades, conhecer os serviços oferecidos, desconfiar de “vantagens exageradas” e realizar uma pesquisa entre as opções disponíveis.

Lembre-se: os planos odontológicos não são todos iguais. Eles podem variar quanto ao preço, quanto ao rol de procedimentos cobertos, quanto à qualidade da rede referenciada etc. Por isso, é fundamental entender o que você realmente precisa para realizar a contratação.

Leia tambémprincipais vantagens dos planos odontológicos para empresas.

Com este post, trazemos dicas sobre o que levar em conta na hora de pesquisar e contratar um plano odontológico. Assim, pretendemos ajudar você a escolher aquele que melhor se enquadra em suas necessidades.

Vamos lá?

  1. Avalie suas reais necessidades para escolher o tipo de cobertura

Esse é o ponto de partida. Para quê – e para quem – é destinado o convênio dental? Para você apenas? Ou você têm filhos? Do que você precisa? De consultas de rotina? Ou há algum tratamento em vista? Se há, qual?

Responder a essas perguntas vai ajudar você a escolher o tipo de cobertura que esteja de acordo com as suas reais necessidades.

Talvez um plano básico, que cobre o rol mínimo obrigatório definido pela ANS, seja suficiente. É fundamental, aliás, conhecer esse rol. Ele abrange cerca de 80 procedimentos, de diagnósticos e tratamentos a alguns tipos de cirurgias.

Caso as necessidades que você identificou não estejam cobertas pelo rol mínimo, vale a pena avaliar a possibilidade de contratar um plano mais completo, que ofereça serviços adicionais, tais como clareamento, próteses avançadas, ortodontia, entre outros.

Leia tambémcomo funcionam os planos odontológicos

2)   Verifique o período de carência

Se você vai contratar um plano odontológico individual ou familiar, pode estar sujeito a um período de carência, cujos prazos máximos também são definidos pela ANS.

Powered by Rock Convert

Carência é o tempo que um novo beneficiário deve esperar para utilizar determinados procedimentos cobertos pelo plano odontológico. Veja alguns exemplos de prazos máximos definidos pela ANS.

  • Procedimentos de emergência e urgência: 24 horas.
  • Consultas, diagnósticos, odontologia preventiva, profilaxia e radiologia: 30 dias.
  • Próteses: 180 dias.

Dica: a ANS apenas estabelece os prazos máximos. Portanto, as operadoras podem diminuir o período, ou mesmo não exigir carência. Como esses prazos variam, vale a pena comparar para escolher o plano odontológico que mais se adequa a sua necessidade.

3)   Avalie também a rede referenciada

Ao pesquisar os planos disponíveis na sua região, avalie também os dados sobre sua rede referenciada. Verifique, por exemplo, se ela possui profissionais especialistas nas áreas da odontologia que você precisa.

Vale a pena avaliar também quais são os consultórios e laboratórios que fazem parte da rede, além de analisar quais cidades estão cobertas pelo plano. Tudo isso deve ser levado em conta na hora da sua escolha, ok?

4)   Analise a credibilidade das operadoras de saúde

Antes de contratar o plano odontológico, busque referências das operadoras. Você pode consultar, no site da ANS, na página Informações e Avaliações de Operadoras, a situação de cada operadora, o ranking de reclamações, entre diversas outras informações.

Afinal, é fundamental contar com uma empresa sólida, experiente e preocupada em oferecer serviços de qualidade para o cuidado com a saúde bucal da sua família, não é mesmo?

Outra dica é falar com conhecidos, buscar redes sociais e olhar em sites como o Reclame Aqui.

5)   Verifique as condições de reembolso

Essa dica é voltada principalmente para quem já possui um dentista de confiança. Caso ele não seja credenciado à rede referenciada, você pode verificar se o plano que lhe interessa oferece condições de reembolso vantajosas.

6)   Leia o contrato com atenção

Cuidado com os planos que prometem o “bom e barato”. Desconfie de vantagens exageradas ou de preços muito baixos.

Tudo o que for oferecido a você deve estar detalhado explicitamente no contrato de prestação de serviços. Por isso, leia-o atentamente antes de assiná-lo e fique com uma via do documento datada e assinada por você.

Powered by Rock Convert

Escreva um comentário

Share This