Dente amarelo: entenda quais são as suas causas e como evitá-lo!

6 minutos para ler

Ficar com o dente amarelo é uma situação natural, mas não dá para negar que o sorriso não fica tão bonito, não é verdade? Apesar de não ser um grande problema, é importante cuidar da saúde bucal e manter os dentes com uma boa aparência, pois isso resulta em qualidade de vida e melhora da autoestima.

As causas do amarelamento são diversas e cada pessoa pode ter esse resultado por um motivo, porém, com a ajuda de algumas dicas e um bom dentista, é possível deixar seu sorriso branquinho! Quer saber mais sobre o assunto? Acompanhe o texto e fique por dentro das opções de tratamento!

Por que o dente fica amarelo?

As causas do amarelamento do dente são várias e, inclusive, uma pessoa pode acumular algumas delas. Com o passar do tempo, é natural que isso aconteça, mas nem sempre quer dizer que os cuidados em relação à higiene bucal estão em falta. Saiba quais são os principais motivos a seguir.

Genética

Muita gente não sabe desse detalhe, mas os dentes das pessoas são diferentes não apenas no formato. Os genes influenciam até na coloração do sorriso, por isso, há quem tenha o dente mais amarelo por herança genética.

De forma semelhante, muitas pessoas conseguem conservar os dentes brancos mesmo sem manter os melhores hábitos no dia a dia. Tudo isso depende da tonalidade da dentina — camada mais interna do que o esmalte translúcido que cobre os dentes.

Além do amarelo, o cinza é outro tom comum e que deve sobressair em algum momento da vida. Basta olhar para o sorriso dos seus pais e tentar avaliar quais são as chances de você ter um dente amarelado, acinzentado ou realmente branco.

Cigarro

Fumar é um vício que prejudica a saúde como um todo, especialmente a bucal. Fora todas as complicações que o tabagismo pode causar, a estética do sorriso é comprometida pelo cigarro.

A fumaça e todas as outras substâncias presentes na sua composição ficam retidas no esmalte dentário, gerando manchas dispersas ou amarelando o dente de forma generalizada. Isso não acontece do dia para a noite, mas não há dúvidas de que um fumante tem grande probabilidade de ficar com o dente amarelo.

Alimentação

Alimentos também podem ser responsáveis por deixar os dentes amarelados, sobretudo aqueles ricos em açúcares e corantes. Saber disso é importante para controlar a alimentação e evitar excessos que acabem contribuindo para esse processo de “escurecimento” do sorriso.

Para citar alguns exemplos, temos o café, a beterraba, o vinho, o molho de soja e de tomate, os refrigerantes e os industrializados em geral, que contêm muitos aditivos químicos e corantes artificiais.

Medicamentos

Você sabia que alguns medicamentos são capazes de amarelar os dentes? De acordo com os seus componentes, isso é totalmente possível. Os antibióticos são os mais conhecidos desse grupo.

O consumo esporádico não deve causar esse tipo de complicação, mas quem faz uso recorrente de remédios específicos pode, sim, ter a coloração dos seus dentes afetada. Se começar a notar esse efeito, é fundamental conversar com o seu dentista.

Powered by Rock Convert

Falta de higiene

A negligência com a limpeza dos dentes não podia ficar de fora dessa lista. Resíduos de alimentos e a própria placa bacteriana são acumulados diariamente, enquanto nossa função é prezar pela boa higiene para não facilitar que a “sujeira” acumule.

Muitas pessoas pensam somente no hálito fresco e na presença de tártaro ou cáries, mas a realidade é que são muitos os prejuízos de não higienizar toda a boca e os dentes — incluindo a chance de eles ficarem amarelos.

As visitas regulares ao dentista são mais uma atitude fundamental para prevenir problemas e deixar os dentes bem limpos, saudáveis e brilhantes. Alguns procedimentos de higienização só podem ser realizados no consultório e por profissionais especializados, que é o caso da profilaxia.

Como evitar o dente amarelo?

Após conhecer as causas, fica fácil entender que a prevenção depende basicamente de evitar os hábitos que deixam o dente amarelo, certo? A não ser que seja uma tendência genética, todo mundo pode tomar atitudes no dia a dia para fugir do sorriso amarelo.

Veja quais ações vão contribuir:

  • mantenha uma alimentação saudável e nutritiva, dando preferência para os alimentos naturais e não industrializados;
  • não fume;
  • evite o consumo excessivo de álcool e açúcar;
  • tome cuidado com os alimentos e as bebidas com muito corante;
  • escove muito bem os dentes após todas as refeições;
  • use pastas de dente com ativos clareadores;
  • visite o seu dentista a cada seis meses para uma limpeza mais profunda.

Quais tipos de tratamentos podem ajudar?

Há diversas soluções no mercado odontológico para solucionar o problema do dente amarelo e devolver a aparência saudável do sorriso. A opção ideal para cada paciente precisa ser indicada por um dentista, que vai avaliar o caso e oferecer os tratamentos disponíveis.

Em geral, o clareamento dental consegue resolver e proporciona resultados bastante eficazes. Esse é um tratamento que pode ser feito no consultório, com o uso de substâncias e equipamentos administrados pelo profissional, mas também há a versão caseira — na qual o próprio paciente usa um produto clareador e atinge seus objetivos aos poucos.

No entanto, existem ainda algumas alternativas para casos mais complexos, que o clareamento não é capaz de resolver. Isso também depende das expectativas do paciente, pois muitos preferem tratamentos que atendam a outros objetivos, como mudar a estética de um dente.

As lentes de contato e facetas dentárias são exemplos que conseguem transformar o visual do sorriso, disfarçando a tonalidade amarelada e deixando os dentes brancos novamente.

O mais importante é ter uma conversa franca com o dentista para descobrir as opções de tratamento e decidir sobre os cuidados.

Por fim, fique sabendo que o dente amarelo é um processo que vai acontecer ao longo do tempo naturalmente. Basta reparar no sorriso de uma criança e de um idoso para notar pequenas diferenças, mesmo a pessoa limpando muito bem os seus dentes. A regra essencial é não deixar nunca de cuidar da sua saúde bucal e contar com o acompanhamento odontológico de um dentista de confiança.

Gostou do conteúdo sobre esse tema? Ao assinar nossa newsletter, você vai receber as novidades diretamente no seu e-mail e pode conferir todas as dicas!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário