Muitas pessoas têm dúvidas sobre aparelho ortodôntico móvel e fixo. Normalmente, as questões estão relacionadas à idade ideal para usá-los, além dos cuidados de higiene e manutenção necessária para que o tratamento seja eficiente. Na verdade, esse é um ótimo sinal, pois demonstra interesse em cuidar dos dentes.

Porém, quem tem que fazer esse diagnóstico é um profissional especialista na área. Caso realmente seja preciso realizar algum tipo de correção, o dentista deve oferecer todas as orientações para que o paciente siga com os cuidados necessários.

Mesmo assim, estamos aqui para ajudá-lo nessa missão e, para isso, reunimos algumas dicas úteis de como cuidar do seu aparelho. Lembramos que este é um post abrangente e que busca apenas complementar as instruções do profissional. Continue lendo para conferir!

aparelho ortodôntico

Tipos de aparelho ortodôntico

Antes de falar sobre os cuidados que devem ser tomados quando se usa um aparelho dental, é preciso conhecer os seus tipos para saber diferenciá-los. Em geral, os aparelhos ortodônticos podem ser divididos em dois grandes grupos, os quais são apresentados abaixo:

  • removíveis: também conhecidos como móveis, são aqueles que podem ser retirados pelo paciente. Geralmente, são mais indicados para correções de alterações ósseas durante o desenvolvimento de crianças e adolescentes, mas podem ser utilizados para pequenas movimentações em outras idades;
  • fixos: são recomendados para movimentar dentes com mais velocidade e precisão. Sua indicação é bastante comum quando a arcada dentária já está bem formada, principalmente na vida adulta. Existem diversos tipos de aparelhos fixos, como aqueles que usam bráquetes e os modelos linguais.

Colocar um aparelho ortodôntico móvel ou fixo é uma decisão que deve ser tomada pelo paciente e por um profissional, de preferência especializado em Ortodontia. A avaliação individual é muito importante, já que cada pessoa tem uma estrutura bucal única, e isso implica necessidades distintas.

Pelo mesmo motivo, é difícil prever uma idade certa para iniciar o tratamento ortodôntico, porque até mesmo o nascimento dos dentes e a evolução da arcada podem variar. No entanto, isso não se torna um problema quando é feito um acompanhamento odontológico desde a infância, que é uma atitude indispensável para preservar a saúde bucal e realizar todos os procedimentos necessários em cada fase da vida.

Principais cuidados com aparelho ortodôntico móvel

O sucesso do tratamento com aparelhos removíveis depende, mais do que em qualquer outro tratamento, da dedicação do paciente. Afinal, ele precisa seguir a orientação básica, que é usar o acessório na boca pelo maior tempo possível (ou segundo a prescrição do dentista).

Além disso, o fato de poder tirar o aparelho ortodôntico móvel requer atenção redobrada para protegê-lo da forma correta e evitar a sua perda — o que vai atrasar o tratamento até que seja providenciada uma outra peça. Para quem nunca viveu essa experiência, todo cuidado é pouco até se acostumar e incorporar os novos hábitos à rotina.

A seguir, indicamos alguns cuidados indispensáveis para quem usa aparelho móvel. Acompanhe!

Powered by Rock Convert

Higiene

A limpeza bucal deve seguir como antes, até porque o aparelho pode ser removido para a escovação e higiene completa. A diferença é que ele também precisa ser escovado com o auxílio de um pouco de creme dental e água corrente, para retirar as impurezas. Nunca use álcool ou água fervente nesses momentos, para não danificar o material.

Outra dica para uma higienização mais profunda é colocar o aparelho móvel já limpo em meio copo de água com uma colher de sopa de água oxigenada (10 volumes) ou uma colher de sobremesa de bicarbonato de sódio, por cerca 30 minutos e, pelo menos, duas vezes na semana. Depois, faça uma lavagem rápida antes de colocar na boca.

Cotidiano

No começo, pode parecer estranho, mas, aos poucos, todo mundo se habitua à necessidade de usar o aparelho móvel. O que não pode acontecer é deixar de usá-lo por conta de esquecimentos ou pequenos incômodos — que são comuns na fase inicial.

Vale lembrar que a regularidade do uso é essencial para o sucesso do tratamento, sendo que ficar alguns dias sem o aparelho pode até causar deformações e dificuldade de encaixá-lo na boca novamente — sem falar que os efeitos esperados não serão atingidos no tempo previsto.

Durante os dias, remova sempre o aparelho quando for comer e não o recoloque sem antes escovar os dentes. Assim, não há o risco de ele quebrar ou de a resina ficar pigmentada. Faça o mesmo quando for tomar qualquer líquido quente, para que a temperatura não deforme a estrutura.

Ao retirar o acessório, guarde-o na caixinha disponibilizada pelo dentista e fique atento para não deixá-la em qualquer lugar. Nunca embrulhe-o com guardanapos, coloque-o no bolso ou deixe-o sem proteção — o que não é bom para a higiene e aumenta o risco de quebra. Perder o aparelho é uma situação comum, mas que pode ser evitada com um pouco de cautela.

Principais cuidados com aparelho ortodôntico fixo

Se os usuários de aparelhos fixos não precisam se preocupar em tirá-los, escová-los ou perdê-los, o trabalho com a higiene bucal se multiplica. Isso, porque os cuidados com escovação e uso do fio dental são muito diferentes do usual, exigindo uma dose a mais de dedicação para manter a limpeza em dia.

Pensando nessa adaptação, criamos um passo a passo para facilitar o processo. Veja só:

  1. escolha uma escova com cerdas macias e procure acessórios que vão ajudar na higienização, pois nem sempre a escova tradicional será suficiente para atingir todos os espaços. Por exemplo, existem modelos que têm uma canaleta central que “abraça” o aparelho e favorece a limpeza;
  2. se você tiver um aparelho fixo lingual, considere que a escova precisa ter tamanho reduzido e uma angulação de cabeça que permita a escovação na região interna da boca;
  3. caso esteja usando elásticos para prender a arcada dentária de cima à de baixo, remova todos eles antes de começar a higiene oral e preste atenção à sua disposição, para recolocá-los corretamente depois;
  4. inicie a escovação normal de todas as superfícies e não tenha pressa para completar essa tarefa. Quando o aparelho não é bem higienizado, os resíduos de alimentos continuam retidos e podem causar mau cheiro;
  5. foque a limpeza entre os dentes e não fique limitado pelos fios. Uma escova interdental vai ajudar a alcançar os pequenos espaços entre os arcos sem tanta dificuldade. Para ser eficaz, faça movimentos suaves de cima para baixo com ela entre cada componente do aparelho e os dentes. Se a escova estiver muito folgada, escolha um modelo com um diâmetro maior;
  6. não se esqueça do fio dental e compre um passa-fio para conseguir passar por baixo do arco ortodôntico. Existem, também, as fitas dentais, que são apropriadas para acessar espaços reduzidos, com uma ponta mais firme.

Fora a parte da higiene, é provável que o paciente com aparelho fixo tenha que rever os seus hábitos diários. Por exemplo, o consumo de alimentos muito duros (amendoim, pipoca e outros) aumenta a chance de quebrar a estrutura do aparelho, enquanto os pegajosos (balas, chicletes etc.) podem ficar presos.

Enfim, quem usa aparelho ortodôntico móvel ou fixo precisa ficar sempre atento, principalmente para não descuidar da higiene, carregando restos de alimento por aí. Outra dica fundamental é respeitar a frequência ideal de visitas ao dentista, o que deve ser indicado pelo próprio profissional. A manutenção faz parte do tratamento mesmo quando não há grandes alterações na consulta.

O que achou das nossas dicas de cuidados com o aparelho ortodôntico? Se você tem interesse em preservar a sua saúde bucal, complemente a leitura conferindo o nosso e-book gratuito sobre os problemas dentais mais comuns. Aprenda a combater esses males e a deixar o seu sorriso sempre saudável!

Powered by Rock Convert

Escreva um comentário

Share This