O que causa uma crise alérgica e como prevenir?

6 minutos para ler

É comum as pessoas sentirem alguns desconfortos quando entram em contato com certas substâncias, como ácaros, pólen e pelo de animais. Nesse sentido, as crises alérgicas podem causar sintomas que afetam a qualidade de vida de muitos, como espirros frequentes, tosse e coceira nos olhos e na garganta. Esse processo é consequência de uma resposta imunológica intensa frente a um agente estranho no organismo.

Somado a isso, as reações alérgicas podem ser classificadas em leves e moderadas, dependendo da imunidade do indivíduo. Uma das formas de tentar resolver esse problema é evitar contato com substâncias que causam alergias ou fazer uso de medicamentos, como desloratadina e dexclorfeniramina.

Está gostando do conteúdo apresentado? Então, prossiga a sua leitura e fique por dentro de mais informações acerca desse tema.

O que significa ter uma crise alérgica e quais são os principais sinais?

A crise alérgica acontece quando um organismo predisposto entra em contato direito com algum alérgeno ou patógeno, alimentos e mofo. Nesse sentido, o sistema imunológico tenta reagir a esse ser estranho. Por isso, provoca crises nas pessoas. Essa reação se divide em atópica, alimentar ou respiratória.

Os sintomas vão variar de acordo com o tipo de alergia, podendo afetar a pele e os sistemas respiratório e intestinal. Em cada caso, as reações têm características distintas.

Veja abaixo de que forma o corpo humano reage a cada tipo de alergia.

Alergia respiratória

Em primeiro plano, é preciso frisar que, quando a alergia atinge as vias respiratórias, as regiões mais acometidas são nariz, garganta e brônquios. Em alguns casos, ela pode dificultar a respiração, gerando efeitos danosos aos seres humanos. As condições mais comuns são asma, bronquite e rinite. Os sintomas mais recorrentes são congestão nasal, tosse e coriza.

Alergia atópica

Essa condição também pode ser chamada de dermatite atópica. Ela provoca vermelhidão e irritação. Existem casos nos quais o indivíduo sofre com queimação constante, descamação da pele e coceira excessiva. Pessoas mais vulneráveis, ou seja, aquelas mais predispostas a esse tipo de alergia, podem sofrer quando forem picadas por mosquitos por conta da hipersensibilidade.

Alergia alimentar

Existem pessoas que, ao ingerir certos alimentos, como amendoim, nozes e frutos do mar, podem sofrer com algumas crises alérgicas. Há situações em que os indivíduos podem ter problemas no funcionamento do intestino, como prisão de ventre, diarreia e dores de estômago. Além disso, podem surgir erupções cutâneas em todo o corpo, a garganta pode ficar inchada e, em casos mais severos, as vias aéreas podem se estreitar.

Como diferenciar a crise alérgica de outras doenças?

Normalmente, uma crise alérgica pode ser identificada quando o sujeito sente irritação e coceira nos olhos e no nariz, nariz entupido e garganta inflamada ou arranhando. Como estamos falando de uma condição alérgica, é comum que as pessoas sofram com esses sintomas assim que entram em contato com o agente alérgeno.

É importante ressaltar que nesses casos o início é súbito, e todos os sinais e sintomas começam de uma vez. A crise pode ter uma duração maior que um resfriado.

Já em casos de gripe, as queixas são diferentes, visto que a febre, a dor de cabeça e o mal-estar estarão mais em evidência.

Quais os cuidados a serem tomados para prevenir uma crise alérgica?

Após ler um pouco mais sobre a crise alérgica e ter uma noção maior sobre os principais sinais e sintomas, vamos falar agora sobre a melhor forma de resolver essa questão. Logo, separamos algumas dicas básicas. Leia com atenção!

Manter o ambiente limpo e ventilado

É preciso ter em mente que o cuidado com o ambiente é de fundamental importância para prevenir e tratar as queixas de reação alérgica. Para a pessoa que estiver com esse quadro, o ideal é ficar em um local limpo, ventilado e livre de alérgenos. Tirar a poeira, retirar plantas e flores e evitar contato íntimo com animais pode controlar os sintomas gerais. Dessa maneira, é válido evitar o uso de objetos que possam acumular poeira.

Identificar e evitar alérgenos

Evitar alérgenos, em geral, é uma excelente forma de eliminar os sintomas. Assim, quando possível, identificar e combater o causador da reação alérgica é uma alternativa interessante. Na maioria das vezes, quando temos um evento sazonal que intensifica esse tipo de reação, podemos identificar o agente causador do problema.

Reforçar o sistema imunológico

Reações alérgicas ao longo do ano podem indicar um sistema imunológico ineficaz, ou seja, que não consegue combater com precisão os microrganismos invasores. Dessa forma, é importante fortalecer a imunidade por meio de dietas nutritivas ricas em vitaminas, fazer a ingestão de suplementos para complementar a alimentação, ter uma boa noite de sono e tentar, sempre que possível, realizar atividades físicas.

Portanto, é indicado criar uma rotina de cuidado e atenção redobrada. Busque sempre cuidar do corpo, beber água e se alimentar de maneira adequada, visto que fortalecer o sistema imunológico demanda um conjunto de diversos fatores e comportamentos.

Tratar os sintomas com remédios para crise alérgica

Na maioria dos casos, é recomendado o uso de antialérgicos para tratar os sintomas iniciais. É possível, ainda, tomar anti-inflamatórios e analgésicos para tentar amenizar os sintomas secundários, como o mal-estar, a congestão nasal e a irritação nas mucosas.

Nesse contexto, a crise alérgica, independentemente do seu caráter, não pode ser negligenciada. Quando, porventura, aparecer algum sintoma, é preciso buscar ajuda médica com urgência. Afinal, problemas respiratórios graves podem surgir. Se bem tratado, o indivíduo consegue ter uma boa qualidade de vida. Afinal, o tratamento afeta de maneira direta o tempo de duração, a frequência e a intensidade da crise alérgica.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre crise alérgica, fique atento aos sinais e sintomas. Quanto mais rápido identificar o problema, mais fácil e rápido será a resolução. Uma dica final é o uso de purificadores de ar para tentar minimizar ácaros, que são os grandes vilões de alergias.

Gostou do conteúdo apresentado? Então, não perca tempo e compartilhe este texto nas suas redes sociais a fim de que mais pessoas fiquem por dentro do assunto.

Posts relacionados