Contratar um plano odontológico pode ser uma excelente forma de melhorar a relação entre a empresa e os colaboradores. Afinal, a oferta de benefícios de qualidade para a equipe de trabalho favorece a motivação dos funcionários e, consequentemente, diminui a rotatividade no emprego.

Ainda assim, escolher um bom plano odontológico não é tarefa fácil, já que o empresário precisa encontrar um convênio que seja adequado às características do negócio, como número de colaboradores atendidos, e que supra as necessidades dos trabalhadores, como serviços disponibilizados.

Para ajudar você a optar pelo melhor convênio para a sua empresa, apresentamos em seguida várias dicas para quem quer contratar um plano odontológico. Confira!

Verifique qual é a cobertura básica de procedimentos

Devido à segmentação de mercado, é comum as operadoras de saúde oferecerem diversos tipos de plano odontológico, os quais oferecem desde serviços simples, como limpeza dos dentes e tratamento para gengiva, até procedimentos mais complexos, por exemplo, cirurgias.

Ao analisar a cobertura básica do plano, o empresário pode avaliar se ela atende às necessidades dos funcionários. Com isso, evitam-se surpresas desagradáveis quando os colaboradores precisarem utilizar, de fato, os serviços.

Analise a disponibilidade dos serviços em sua região

A capacidade de atendimento da operadora de saúde é um dos principais quesitos que o gestor deve levar em conta antes de contratar um plano odontológico. Em alguns casos, a empresa só está presente em determinada área territorial. Já em outros, a cobertura é nacional, por meio de uma rede credenciada de especialistas.

De preferência, é recomendável que você opte por um plano odontológico com uma área de abrangência nacional, já que isso permite que o funcionário seja atendido em praticamente qualquer lugar. Tal possibilidade é bastante útil quando o colaborador precisa viajar e necessita fazer um procedimento de emergência, por exemplo, ou então para o profissional que costuma se deslocar para longas distâncias a trabalho.

Consulte as operadoras com registro na ANS

Para funcionarem de forma regular, os planos odontológicos precisam respeitar normas legais. Além disso, eles têm que manter registro na Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), entidade vinculada ao Ministério da Saúde que tem como função fiscalizar os planos. No site da agência, o consumidor pode encontrar informações e avaliações das operadoras e, assim, ter mais dados para tomar a própria decisão.

Avalie os aspectos da proposta

Contratar um plano odontológico empresarial requer mais cuidados do que aderir a um plano individual ou familiar. Como a realidade de cada funcionário é única, na hora de escolher o melhor convênio você precisa levar em conta um plano que seja suficiente para atender às necessidades básicas de praticamente todos os colaboradores.

Assim, é importante que você avalie os detalhes da proposta, para identificar se ela vai suprir as demandas dos trabalhadores. Como o contexto de uma empresa é diferente de outra, você precisa analisar até que ponto a proposta da operadora é útil para o porte do seu negócio.

Às vezes, há planos odontológicos que podem se encaixar bem em grandes organizações, mas não em pequenas empresas. Por isso, antes de fazer a sua escolha, veja bem se a operadora tem condições de atender com eficiência o perfil do seu negócio.

Realize pesquisas de preço

No longo prazo, a oferta de benefícios para os colaboradores pode ser encarada como um investimento por parte da empresa. Afinal, esse tipo de vantagem proporciona aumento da produtividade e do engajamento da equipe, além de reduzir faltas ao trabalho.

Ainda assim, não se pode negar que o plano odontológico também vai representar um custo para o negócio. Por isso, você deve realizar uma pesquisa de preços para saber qual o convênio proporciona a melhor relação de custo/benefício para a sua empresa.

A propósito, fique atento a preços que estão abaixo da média praticada no mercado, já que isso pode ser sinal de serviços ruins. Já imaginou pagar pouco e, quando seu funcionário de fato precisar do plano, não for atendido? O prejuízo seria dobrado, não é mesmo?

Como você deve saber bem, o custo da falta de um membro da equipe pode ser alto, principalmente quando o trabalho de um colaborador impacta no resultado de outros funcionários. Então, não dê chance para o azar na hora de contratar o plano odontológico para a sua empresa.

Cheque as reclamações

Se você pensar em ser cliente de uma operadora de saúde suplementar pela primeira vez, é importante avaliar o histórico da empresa e pesquisar acerca de reclamações de clientes dela. Para tanto, você pode usar algumas ferramentas existentes na Internet próprias para essa finalidade.

Além disso, é importante acompanhar rankings de qualidade no atendimento, divulgados tanto por órgãos públicos quanto por entidades privadas. Também é útil saber se a operadora ganhou algum prêmio devido aos bons serviços prestados aos consumidores. Afinal, isso pode ser um bom indício de qualidade.

Fique atento ao tempo de carência e aos valores de serviços isolados

Em geral, os planos odontológicos e os planos de saúde têm prazos de carência, ou seja, os clientes precisam esperar certo período para só depois poderem ser atendidos. Vale lembrar que os prazos mudam conforme o tipo de procedimento. Então, avalie os tempos de carência para cada serviço antes de bater o martelo para sua escolha.

Também leve em conta os valores que serão cobrados dos seus funcionários para a realização de serviços isolados, os quais não são cobertos integralmente pelos planos. Por vezes, pode ocorrer de a operadora oferecer algum desconto para quem já é conveniado. Portanto, avalie essa possibilidade.

Como você pôde notar, contratar um plano odontológico para empresa requer alguns cuidados. Ao seguir esse roteiro de avaliação, você aumenta as chances de tomar uma decisão que realmente vá beneficiar não só os seus colaboradores como também o seu negócio.

Caso contrário, o barato pode sair caro e, na hora que seu empregado mais precisar de um dentista, ele pode se sentir totalmente desprotegido e decepcionado.

Quer conhecer um plano odontológico que se encaixa na realidade do seu empreendimento? Entre em contato, então, com a Golden Cross e conheça uma proposta ideal para o seu negócio!

Escreva um comentário

Share This