Você sabe como escolher dentista? Nem todo mundo se preocupa em fazer uma pesquisa antes de optar pelo profissional ou pela clínica responsável pela saúde dos dentes. Porém, saiba que é importante analisar em detalhes quem fará os seus tratamentos odontológicos.

Um bom dentista é essencial para que os procedimentos sejam realizados corretamente e sem prejuízos a outros aspectos da sua boca. Além disso, atualmente existem diversos recursos para tornar as consultas mais agradáveis, sendo interessante preferir consultórios que tenham estrutura moderna.

Preparamos este artigo trazendo algumas dicas para que você consiga encontrar o profissional certo. Também explicaremos se contratar plano odontológico é melhor do que decidir pelo atendimento particular. Continue lendo e saiba como tomar as melhores decisões e cuidar bem do seu sorriso!

1. Peça recomendações

Se você não tem ideia de como escolher dentista nem sabe por onde começar a procura, uma excelente alternativa é pedir recomendações. Desse modo, você terá uma lista de opções de clínicas e profissionais para investigar.

Converse com familiares e amigos que tenham feito tratamentos odontológicos recentemente. Mas procure não pegar apenas o contato do dentista, e sim saber detalhes sobre o atendimento, como é a estrutura do local, se o tratamento foi satisfatório, entre outras questões.

Não se esqueça de que existem especialidades diferentes, sendo ideal pedir recomendação de acordo com aquilo que precisa ser tratado. Se você deseja colocar aparelho ortodôntico, por exemplo, busque um ortodontista; se quer fazer um implante, procure um implantodontista; se precisar de uma consulta de rotina, vá até um clínico geral.

Você também pode procurar recomendações na internet. Ela é uma excelente ferramenta para encontrar profissionais em sua cidade e regiões vizinhas. Uma dica básica é acessar o site do dentista e as redes sociais dele para conferir a avaliação de pacientes antigos.

Outra possibilidade é conversar com profissionais de confiança, como os médicos que acompanham a sua saúde. Eles podem recomendar dentistas conhecidos e parceiros que garantirão a você um bom atendimento.

2. Pesquise a reputação e a credibilidade do atendimento

Para escolher uma excelente clínica ou dentista, é interessante fazer uma lista com as opções, como dissemos na dica anterior. Além das recomendações de pessoas próximas e outros profissionais, você também pode fazer pesquisas na internet, em jornais e em revistas especializadas, por exemplo.

Depois de encontrar alguns nomes, é hora de selecionar, entre todos eles, o que traga mais credibilidade e tenha melhor reputação no mercado. Uma das primeiras coisas que você pode fazer é observar a satisfação dos pacientes.

Sempre prefira os profissionais que tenham melhores avaliações. Além de contar com as impressões boca a boca, não deixe de procurar sites de reclamações, pois eles mostram os problemas que um grande número de pessoas já tiveram com as clínicas e a maneira como as situações foram solucionadas.

Não se esqueça de que publicidade não é o mesmo que reputação. Uma clínica ou profissional pode estar em evidência nos canais de comunicação, mas não oferecer o melhor atendimento. Portanto, não se deixe levar por campanhas de marketing e sempre avalie aquilo que é de fato importante.

3. Procure conhecer a estrutura do local

Outra dica muito importante sobre como escolher dentista é observar a estrutura do local onde ele trabalha. Isso é tão importante quanto a reputação, a credibilidade e a formação do profissional. Afinal, o espaço onde ele atua influencia diretamente na qualidade do atendimento prestado.

Depois que você selecionar um ou dois nomes, procure fazer uma visita aos consultórios para avaliar esses locais. Seja criterioso com relação à higiene e à organização, afinal, trata-se de um ambiente de saúde e, portanto, precisa oferecer segurança para os pacientes e toda a equipe.

Powered by Rock Convert

Confira se:

  • o prédio recebe manutenção;
  • a limpeza é bem-feita;
  • a equipe trabalha devidamente uniformizada;
  • há separação adequada dos consultórios e da sala de espera;
  • as licenças estão em dia.

Observe também outras características que confirmem o profissionalismo e a responsabilidade do especialista.

Também confira aspectos como a localização da clínica, a movimentação da rua e a presença ou não de estacionamento nas proximidades. Tudo isso traz conforto e praticidade, o que faz diferença para que você compareça às suas consultas tranquilamente, sem imprevistos ou transtornos.

Caso precise de um odontopediatra para seus filhos, veja se a clínica é adaptada para crianças. Isso é importante, porque o ideal é que os tratamentos odontológicos não sejam traumatizantes para os pequenos. Portanto, verifique se a ambientação do espaço é agradável para eles.

Veja se há uma sala com brinquedos e outros itens que distraiam os pequenos e observe a decoração do local. Alguns profissionais se preocupam em escolher cores mais alegres e mobília diferenciada e trazem até mesmo gravuras nas paredes e objetos com temática infantil, para que as crianças se sintam acolhidas.

4. Informe-se sobre procedimentos e tecnologias oferecidos

A odontologia evoluiu muito nos últimos anos, com a incorporação de métodos e técnicas inovadores em variadas práticas. Desse modo, os tratamentos se tornaram mais confortáveis e rápidos e começaram a oferecer melhores resultados funcionais e estéticos.

Algumas novidades que fazem parte da rotina dos dentistas são a anestesia sem agulha, a impressão 3D e a radiologia digital. Estas e outras, além de facilitarem o trabalho dos profissionais, trazem diversas vantagens para o paciente.

Sendo assim, quando você for escolher o seu dentista, procure saber quais são as tecnologias com as quais ele trabalha, a fim de receber o melhor atendimento possível e ter a certeza de que ficará satisfeito com os resultados.

Observe, também, se a clínica oferece todos os procedimentos de que você precisa. Algumas têm uma estrutura tão completa que, no mesmo local, é possível passar pela consulta, fazer exames e ainda ser atendido em um laboratório de próteses próprio. Nesse caso, não é preciso correr de um lugar para outro, pois tudo pode ser resolvido no mesmo espaço.

Plano odontológico X Atendimento particular

Para fazer seus tratamentos odontológicos, existe a opção de contratar um plano ou optar pelo atendimento particular. O que podemos dizer é que, no primeiro caso, dificilmente você terá dúvida sobre como escolher dentista, porque a empresa deve disponibilizar uma lista com todas as opções para você.

Os profissionais são selecionados, para que sejam oferecidos apenas os melhores serviços ao público. Além disso, dependendo do tratamento de que você precisar, o investimento para isso, no consultório particular, equivale ao valor pago anualmente a um plano.

Mas não se esqueça de preferir um plano odontológico sem carência e observar todos os detalhes do contrato, caso você prefira fazer a adesão. Desta forma, poderá cuidar da sua saúde bucal e da sua família sem complicações ou restrições.

Agora você já sabe como escolher dentista, não é mesmo? Lembre-se de não agendar a consulta com o primeiro nome que aparecer. Cheque todos os fatores que mostramos aqui, seja na hora de escolher o profissional, seja quando decidir contratar um plano de tratamento dental. Desse modo, você estará fazendo uma opção sensata e focada nas suas reais necessidades.

Precisa de mais uma ajuda para encontrar o seu dentista? Não se preocupe! Acesse a lista referenciada do Goldental e conheça profissionais qualificados que podem estar bem pertinho de você!

Powered by Rock Convert

Escreva um comentário

Share This