O clareamento dental é um dos tratamentos odontológicos mais procurados no Brasil.

Se por um lado o procedimento se popularizou muito nos últimos anos, também aumentaram os alertas de especialistas sobre os riscos de realizá-lo sem a supervisão de um dentista.

Neste post, você vai conhecer as opções de tratamentos disponíveis, as vantagens e desvantagens de cada uma, além de entender porque o acompanhamento do dentista é fundamental para esse tipo de procedimento.

Antes de conhecer as opções disponíveis no mercado, no entanto, é preciso entender as causas do escurecimento dos dentes. Somente assim é possível compreender em que casos um clareamento dental é necessário.

Entenda as manchas nos dentes

Nossos dentes podem apresentar diversas alterações de cor causadas por manchas, algumas mais fáceis de serem removidas, outras mais complicadas. Essas manchas costumam ser divididas em dois grupos.

Extrínsecas: na maioria dos casos, as mudanças de cor ocorrem devido a manchas na parte de fora do dente, ou extrínsecas, causadas principalmente por: consumo excessivo de bebidas com corantes, como cafés, refrigerantes e vinhos; uso de cigarro; acúmulo de placa bacteriana etc.

Para esses casos, quando os cuidados diários de higiene bucal não forem suficientes para a remoção das manchas, os dentistas costumam indicar um clareamento dental.

Conheça sete hábitos que previnem a cárie dental

Intrínsecas: menos comuns, essas manchas atingem o dente de forma mais profunda. Elas são causadas por fatores diversos, como derramamento de sangue dentro do dente, ingestão do antibiótico tetraciclina, icterícia etc.

O tratamento, nesses casos, costuma ser mais invasivo. Em algumas ocasiões, no entanto, o dentista poderá avaliar a possibilidade de um clareamento dental profissional.

Riscos e contraindicações do clareamento dental

Antes de entender como funcionam os tratamentos, você precisa saber que todos eles utilizam agentes branqueadores, como o peróxido de hidrogênio, presentes em diferentes concentrações.

Quando presentes em grandes quantidades, esses agentes, ao entrar em contato com a gengiva, a língua e outras partes da boca, podem causar problemas como: inflamações, retração gengival, perda das papilas.

Por isso, todos os tratamentos disponíveis (mesmo os caseiros) devem ser prescritos e acompanhados por um dentista, que tomará todos os cuidados para isolar os agentes branqueadores do resto da boca.

Importante: nem todas as pessoas podem recorrer a tratamentos com agentes branqueadores. Gestantes e lactantes, pessoas com restaurações amplas, pacientes com irritação gengival severa, fumantes inveterados, entre outros, são contraindicados.

Tratamentos disponíveis

Conheça abaixo os dois principais tipos de tratamentos oferecidos pelos dentistas.

  1. Clareamento Caseiro

Diferente do que o nome indica, esse não é um tratamento para ser feito sozinho. Trata-se de um procedimento a ser realizado após a consulta com um dentista, que irá prescrever o produto clareador a ser utilizado e confeccionar um molde no qual ele será aplicado.

Powered by Rock Convert

Com a moldeira personalizada e o gel clareador prescrito, o paciente faz o tratamento em casa, por cerca de duas semanas, em sessões de aproximadamente 60 minutos.

Importante: existem moldeiras disponíveis no mercado, mas elas não são aconselháveis. Apenas o molde feito sob medida impede que o gel escorra para o restante da boca.

Vantagens: trata-se de um tratamento mais barato e com efeitos mais duradouros quando comparado ao clareamento em consultório.

Desvantagens: apesar de não ser comum, ao longo das semanas de tratamento o paciente pode sofrer de algum tipo de sensibilidade. Além disso, os efeitos demoram mais a aparecer quando comparados com o clareamento em consultório.

  1. Clareamento em consultório

Outra opção disponível é o tratamento feito diretamente pelo dentista no consultório. Esse tipo de procedimento é feito em poucas sessões e utiliza produtos com maior concentração de agentes clareadores do que os utilizados no tratamento caseiro.

Importante: em alguns casos, o dentista poderá optar pela aplicação de laser para potencializar ainda mais o efeito dos agentes clareadores.

Vantagens: o tratamento profissional é mais rápido e eficiente.

Desvantagens: é mais caro que o tratamento caseiro, e os efeitos duram menos.

Conclusões

Você deve estar e perguntando: existe um tratamento mais indicado? A resposta é não, porque cada técnica é mais indicada para determinado tipo de paciente.

Por isso, muitos dentistas têm recomendado a combinação do tratamento profissional com a abordagem caseira para aumentar o conforto dos pacientes e potencializar os efeitos do tratamento em longo prazo.

Saiba mais

Portal Veja: clareamento dental sem orientação pode causar danos irreversíveis

Portal Colgate: tudo sobre clareamento dental

Portal IG: é melhor clarear os dentes em casa ou no consultório?

Doutíssima: post sobre manchas intrínsecas

Sorrisologia: mitos e verdades sobre clareamento dental

Powered by Rock Convert

Escreva um comentário

Share This