Clareamento dental: entenda mais sobre o procedimento e como ele é feito

6 minutos para ler

Exibir dentes brilhantes e saudáveis é o sonho de muitas pessoas que chegam ao consultório odontológico. Afinal, um sorriso bonito faz grande diferença para a autoestima e para o desempenho no convívio profissional, social e familiar. O problema é que, por vários motivos, como alimentação, traumas e idade, os dentes podem ficar escurecidos ou amarelados.

Saiba, porém, que é possível deixar a arcada dentária mais branca com o clareamento dental, tratamento muito procurado em decorrência dos bons resultados que apresenta. Com algumas sessões, o paciente pode voltar a sorrir com segurança, pois o dente estará mais bonito e com um aspecto saudável. 

Neste post, mostraremos quais são os riscos do clareamento dental caseiro e como funciona o tratamento em um consultório. Confira!

Os riscos do clareamento dental sem acompanhamento profissional

O processo de clareamento é bastante complexo e envolve compostos químicos. Por isso, não deve ser feito com produtos amadores. 

É verdade que muitos não seguem essa recomendação e usam agentes abrasivos para retirar mancha no dente, como bicarbonato, açafrão e banana. Esses compostos, porém, podem trazer muitos malefícios para a saúde do dente. Confira, a seguir, os riscos de se fazer um clareamento dental sem a ajuda de um dentista.

Sangramento gengival

O clareamento caseiro pode piorar a situação das pessoas que têm um histórico de gengiva sensível e com sangramentos e inflamações recorrentes. Isso ocorre porque as substâncias usadas agridem a boca e causam o agravamento dos sintomas.

Esse problema não exclui a possibilidade ou necessidade de clareamento dental, mas é fundamental consultar um especialista para que ele analise a situação e indique o tratamento para você.

Aumento da sensibilidade

As substâncias usadas com o objetivo de clarear o dente escuro podem ter um efeito abrasivo que provoca o desgaste do esmalte superficial.

Como, em casa, é complicado controlar o poder de abrasão desse tratamento, os resultados podem ser variados, e muitas pessoas acabam com a dentina — camada mais interna — exposta. Isso gera um aumento da sensibilidade dental a alimentos doces, quentes e frios.

Queimaduras

A capacidade de abrasão das substâncias utilizadas para o clareamento também provoca queimaduras na boca, caso não exista um controle rígido de sua aplicação, assim como se as medidas de segurança não forem seguidas.

Desse modo, língua, gengiva, lábios e todo o interior da boca que são revestidos pelas mucosas sofrem danos.

Pulpite

A pulpite é uma inflamação que ocorre na polpa dentária, sendo considerada uma das piores consequências do clareamento dental caseiro. Como é nessa região que estão presentes ou vasos sanguíneos e os nervos, a dor é muito intensa durante o processo e pode causar a morte de todo o tecido.

Powered by Rock Convert

Além disso, caso o tecido pulpar esteja exposto à saliva, uma ulceração pode surgir, necessitando de um tratamento mais específico.

Manchas

Após o tratamento, é necessário seguir algumas recomendações por um tempo, com o objetivo de preservar o branco do dente. Para isso, é importante evitar alimentos e bebidas com corantes ou cores fortes, como vinho, café e certos sucos. Sem a supervisão de um dentista, muitas pessoas não seguem os procedimentos.

Com isso, os dentes costumam ficar manchados, e o benefício do clareamento é anulado. Como essa mancha é de difícil remoção, haverá demanda de outros tratamentos odontológicos.

As diferenças de realizar o clareamento dental com um dentista

O clareamento dental tem o objetivo de eliminar os pigmentos que causam manchas nos dentes e, para isso, usa a base de carbamida ou peróxido de hidrogênio. 

Para entender como funciona esse processo, é necessário compreender que se trata de uma reação química: quando o produto entra em contato com a estrutura dental, é absorvido, promovendo a quebra das moléculas de pigmento da dentina. Com isso, os dentes ficam mais claros, e o sorriso, consequentemente, fica mais bonito.

O tratamento é realizado no consultório odontológico. Sua continuidade, porém, pode ser feita em casa — aplicações diárias por cerca de 30 dias. No entanto, para evitar problemas, é fundamental ter a supervisão do profissional.

Na clínica, a concentração da substância clareadora é maior, e o dentista pode usar laser para agilizar o resultado. O procedimento leva cerca de 1 hora, e é preciso repeti-lo em um intervalo de 7 dias até o total de 3 sessões. Logo, o procedimento dura de 25 a 30 dias.

A importância do acompanhamento profissional

Conhecer os perigos do tratamento caseiro auxilia no entendimento sobre a necessidade de um dentista apto para fazer o clareamento corretamente. O profissional tem uma formação acadêmica no ramo, além de uma vivência diária com procedimentos dentários para reverter quadros prejudiciais e executar o processo com um alto grau de eficiência.

O tratamento com laser é um exemplo de como é fundamental solicitar ajuda de um dentista. Além disso, o que funciona para uma pessoa pode não ter o mesmo efeito em outras. Assim, é importante analisar cada situação e entender qual é a melhor abordagem especificamente para a sua realidade. Cabe ao profissional fazer essa ponderação e dar continuidade ao tratamento.

As formas de viabilizar o clareamento dental profissional

Os valores de um clareamento dental variam de R$ 400,00 a R$ 2.500,00. A técnica usada não deve ser uma opção do indivíduo, mas indicada pelo dentista, de acordo com sua avaliação sobre o histórico da pessoa e a atual situação de sua boca

Embora o procedimento seja um alto investimento, existem formas de viabilizá-lo sem comprometer a saúde bucal. Uma delas é o plano odontológico da Golden Cross, que conta com uma ampla rede referenciada, atendimento nacional e vários tipos de tratamento por um bom custo-benefício.

Agora que você já sabe como é feito o clareamento dental, lembre-se de não tentar realizar o procedimento em casa, pois existem diversos riscos dessa ação, como sangramentos, sensibilidade e queimaduras. Para afastar a possibilidade de qualquer dor de cabeça, portanto, consulte um dentista especializado, para que ele possa analisar o seu caso e indicar o melhor para você.

Gostou deste post e quer ficar por dentro das nossas publicações? Então, siga-nos nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram, YouTube e LinkedIn!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário