Você já parou para se perguntar o que causa tártaro nos dentes? Esse problema é muito comum e muitos de nós o conhecemos pela aparência desagradável que ele confere ao sorriso. No entanto, as suas consequências vão muito além de um prejuízo para a parte estética: caso não seja tratado adequadamente, o tártaro pode prejudicar também a saúde bucal.

Mas afinal, como e por que isso acontece? É muito comum que as pessoas tenham uma série de dúvidas sobre o que é o tártaro, qual é a sua composição e quais são exatamente os problemas causados pela sua presença na região bucal.

Pensando em tais dúvidas, preparamos um post que tem como objetivo explicar para você as principais características do tártaro, suas consequências e perigos e os meios de tratamento e prevenção mais comuns e efetivos para lidar com o problema. Vamos lá? Boa leitura!

O que é o tártaro?

Também conhecido como placa, o tártaro nada mais é do que uma camada esbranquiçada que se forma na superfície dos dentes (sobre o esmalte dentário) e posteriormente se calcifica, se tornando bastante dura e resistente.

A formação do tártaro se inicia com a presença de bactérias nocivas em nossa boca, que se proliferam principalmente devido à falta de higiene bucal. Quando elas se misturam com proteínas ou outras diversas substâncias provenientes de nossa alimentação, ocorre o avanço do processo de desenvolvimento da placa.

A colônia de bactérias, que não para de crescer, fixa-se à superfície dentária e começa a fazer o seu trabalho. Conforme a população cresce, o ambiente bucal se torna cada vez mais rarefeito, ou seja, com menos oxigênio. Assim, as reações que elas gostariam de fazer podem acontecer e elas excretam as suas substâncias que reagem com aquelas existentes na boca, endurecendo o filme criado.

O que causa o tártaro nos dentes?

Como mencionado anteriormente, a principal causa da formação do tártaro é, sem dúvidas, uma higiene bucal inadequada. A razão para isso é bem simples: o acúmulo de restos de alimento na região da boca favorece a proliferação de bactérias nocivas, fornecendo a elas o ambiente perfeito para realizar as suas reações vitais.

Os alimentos mais prejudiciais nesse cenário são os açúcares, mas qualquer tipo de resto de comida pode fazer com que a colônia bacteriana cresça, consequentemente aumentando a extensão da placa e o seu consequente endurecimento, formando o tártaro.

Outras razões, como a diminuição da produção de saliva (causada tanto por algumas doenças, pela gestação ou como consequência natural do processo de envelhecimento) e a boca seca também podem contribuir para a formação da placa bacteriana, mesmo que o indivíduo tenha uma boa higiene bucal.

Como podemos identificar a presença de tártaro?

O tártaro é, na maioria das vezes, facilmente identificável por se tratar de uma placa branca que se posiciona na região da superfície dos dentes. Embora seja difícil notá-lo quando acomete a parte de trás da boca, ele é bem perceptível nos dentes da frente.

A placa é de uma coloração um pouco mais clara do que o próprio esmalte dentário e está, normalmente, localizada próxima às gengivas e aos espaços entre os dentes. Além disso, é comum que o tártaro esteja acompanhado de inchaço e sangramento gengival.

Powered by Rock Convert

Quais são os perigos do tártaro para a saúde bucal?

Há dois aspectos negativos para a saúde e o primeiro deles não tem relação com a boca, mas com o emocional: o tártaro pode trazer prejuízos para a autoestima daqueles que o têm. Isso ocorre porque o problema deixa um aspecto nada agradável nos dentes.

O segundo problema, no entanto, está diretamente relacionado à saúde da região oral. Com o passar do tempo e a decomposição daquela placa, os dentes ficam mais suscetíveis ao aparecimento de cavidades (ou seja, pequenos buracos), que podem enfraquecê-los e fazer com que as bactérias se aprofundem ainda mais na estrutura deles.

Outra consequência nada agradável são os danos causados à gengiva. Com o endurecimento da placa e a formação do tártaro, é muito comum que essas estruturas inflamem, inchem e se tornem mais propensas a sangrar e doer, trazendo muito desconforto.

Tudo isso somado pode trazer problemas como a sensibilidade dentinária ou até mesmo a perda de alguns dentes, caso o problema evolua sem o tratamento adequado.

Como podemos evitar esse problema?

A melhor maneira para evitar a formação da placa bacteriana é, sem sombra de dúvidas, manter uma boa higiene bucal. Para isso, é necessário que alguns cuidados se transformem em hábitos diários, como:

  • escovar os dentes pelo menos três vezes ao dia;
  • passar o fio dental ao menos uma vez ao dia;
  • escovar a língua diariamente;
  • utilizar, quando recomendado, enxaguantes bucais específicos.

Além disso, a alimentação é um fator muito importante e que deve ser somado à higiene e à prevenção do tártaro. Evitar alimentos extremamente açucarados (especialmente os industrializados) é uma boa maneira de fugir do problema.

No entanto, lembre-se de que comer um docinho de vez em quando é permitido, desde que você escove os dentes imediatamente após a refeição e não deixe que o açúcar se acumule em seus dentes.

Quais são os tratamentos mais comuns para o tártaro?

Após formado, o tártaro não pode ser eliminado pela escovação e outras ferramentas utilizadas comumente. Elas servem apenas para a prevenção do problema, que deve ser tratado por um dentista de confiança após o aparecimento. Ou seja, o tártaro só pode ser removido em um consultório odontológico.

O procedimento para a remoção do tártaro é conhecido como raspagem. Ele é indolor e, nele, o dentista utiliza algumas ferramentas (conhecidas como curetas) para literalmente raspar a superfície dos dentes e retirar a placa calcificada. Além disso, aparelhos de ultrassom podem ser utilizados para ajudar no processo.

A limpeza rotineira dos dentes deve ser feita ao menos duas vezes o ano, para que o profissional identifique possíveis focos de formação de placa e os retire antes que se transformem em cálculo. Nessas consultas, ele também fornecerá os cuidados necessários para evitar esse problema.

Como podemos ver, o que causa tártaro nos dentes é praticamente o mesmo que acarreta em vários outros problemas bucais. Por isso, manter a higiene da região e ter cuidados diários com a boca é fundamental para garantir a saúde e a qualidade de vida!

Gostaria de saber mais sobre como manter a sua boca limpa e livre do tártaro e de muitos outros problemas? Leia o nosso artigo sobre higiene bucal e fique muito mais informado sobre esse assunto!

Powered by Rock Convert

Escreva um comentário

Share This