Cárie de mamadeira é o nome dado a um problema que atinge bebês em fase de aleitamento. Ela acomete até mesmo os dentinhos de leite e está relacionada à ingestão de alimentos com alto teor de açúcar, especialmente durante a noite.

É isso mesmo! Um dos problemas dentários mais comuns em todo o planeta, a cárie pode atingir pessoas de qualquer faixa etária. Infelizmente, os pequenos não estão livres disso, ainda que não tenham uma dieta tão variada quanto à dieta dos adultos.

Mas, afinal, o que é exatamente esse problema? Quais são suas causas? É possível preveni-lo? Como é feito o tratamento? Pensando em sanar todas essas dúvidas, preparamos um conteúdo completo com diversas informações sobre o tema. Confira!

O que é a cárie de mamadeira?

Também conhecida como cárie precoce da infância, a cárie de mamadeira se refere à deterioração dos dentes causada pelo acúmulo de bactérias nocivas na região bucal.

Enquanto a cárie dos adultos surge pela falta de higienização adequada da cavidade oral, a cárie infantil é causada pela ingestão de líquidos açucarados, seja de forma natural, como no caso de sucos de fruta ou do leite, ou artificialmente.

E já vale ressaltar desde já que esse problema é muito mais comum em crianças que dormem com a mamadeira ou com chupetas embebidas em alguma solução açucarada, como mel ou produtos similares.

Quando os açúcares entram em contato com os dentes e outras estruturas da boca do bebê, como as gengivas, as bactérias entram em ação. Elas produzem ácidos e outras substâncias que corroem gradativamente o esmalte dos dentes, danificando sua superfície e abrindo caminho para áreas mais internas.

Durante a noite, os riscos se intensificam devido à queda na produção de saliva, que contém substâncias responsáveis pela oxigenação bucal e pela neutralização de açúcares e agentes nocivos.

A cárie em bebês apresenta riscos?

Acreditar que a cárie em bebês é inofensiva é um erro muito comum. Para a maioria das pessoas, os danos causados aos dentes de leite não apresentam grandes riscos, já que eles serão posteriormente trocados pela dentição fixa da criança. Na prática, no entanto, as coisas são muito diferentes.

Os dentes de leite podem até ser temporários, mas sua deterioração pode trazer prejuízos que duram a vida toda. Além de serem necessários para a criança, sendo usados em atividades como a fala e a mastigação, os dentes de leite servem como base para a dentição definitiva. Em outras palavras, podemos dizer que eles agem como moldes para a localização dos dentes fixos.

Com a cárie precoce da infância e os consequentes danos trazidos para esses dentes, portanto, o bebê pode sofrer com dentes tortos ou danificados na fase adulta. Esse tipo de problema vai muito além da estética, podendo causar dores, enxaquecas, problemas mastigatórios e afetar até mesmo a respiração.

Além disso, devemos citar os perigos da infecção causada pelas cáries, que causam muita dor e desconforto. Se não tratadas adequadamente, podem evoluir para um quadro inflamatório muito mais sério. Em casos mais extremos, as bactérias caem na corrente sanguínea e podem afetar outros órgãos, criando um problema sistêmico.

Quais são os principais sintomas?

Os sintomas da cárie de mamadeira são bastante semelhantes aos do problema que atinge pessoas de outras faixas etárias. Muitas vezes, essa situação não apresenta qualquer sinal e pode evoluir até estágios mais graves sem que sequer se note sua ocorrência. Outras vezes, porém, o bebê pode apresentar dor ou desconforto, acompanhado ou não de falta de apetite ou inquietação.

Além disso, sintomas como mau hálito ou vermelhidão e inchaço nas gengivas podem surgir. De toda maneira, o sintoma mais comum é visto em forma de manchas ou sinais de danos nos dentes da frente, área mais acometida pela cárie de mamadeira. Os dentes de trás também podem ser atingidos.

Como é feito o tratamento desse problema?

O tratamento para esse problema dependerá de uma série de fatores, como a idade do paciente, o estágio em que se encontram as cáries e a saúde geral da criança.

Em casos iniciais e mais brandos, costuma-se aplicar produtos com flúor, que podem reverter a situação e devolver a integridade dos dentes afetados.

Restaurações também podem ser feitas em situações mais leves. Já em casos mais severos, o tratamento é similar ao feito em adultos, com canal ou até mesmo a extração dos dentes danificados. Para evitar a perda dentária, é essencial buscar auxílio odontológico assim que os sintomas surgirem.

O que fazer para evitar a cárie de mamadeira?

Agora que você já conhece a seriedade da cárie precoce da infância e sabe como ela pode interferir na saúde bucal da criançada, que tal conhecer os principais métodos de prevenção para manter esse problema bem longe dos seus pequenos?

Em primeiro lugar, devemos ressaltar a importância das consultas regulares com um odontopediatra. Além disso, o planejamento para o investimento em um plano odontológico deve ser prioridade, já que o acompanhamento durante essa fase precisa ser constante.

Além de prevenir eventuais problemas e diagnosticá-los o quanto antes, as consultas regulares com um dentista auxiliam na familiarização dos pequenos com o ambiente do consultório, evitando experiências traumáticas e facilitando a realização de procedimentos.

Outras medidas importantes para a prevenção desse problema são:

  • limpar as gengivas do bebê com o auxílio de uma gaze ou de um pano macio após as mamadas;
  • escovar os dentes da criança a partir da erupção do primeiro dentinho, sempre com produtos específicos para a idade;
  • usar o fio dental assim que os dentes aparecerem, de acordo com os critérios orientados pelo dentista;
  • evitar oferecer produtos extremamente açucarados, como refrigerantes;
  • não permitir que o bebê durma com a mamadeira contendo líquidos com açúcar, mesmo que naturais;
  • evitar passar ingredientes adocicados, como mel, na chupeta do bebê;
  • reduzir o açúcar na dieta da criança;
  • incentivar o uso de copos assim que a criança completar 1 ano de idade;
  • fornecer uma alimentação saudável e equilibrada para o bebê.

Já deu para perceber que a cárie de mamadeira não é brincadeira, não é mesmo? Não podemos descuidar da saúde bucal infantil. E prevenir esse problema é a melhor maneira de manter os pequenos sempre felizes e saudáveis. Para isso, o acompanhamento de um dentista de confiança é indispensável durante todas as fases da vida!

Quer saber mais sobre esse assunto e garantir os melhores cuidados para seus filhos? Confira então nosso post especial sobre a saúde bucal dos bebês!

Escreva um comentário

Share This