Benefícios trabalhistas para PMEs: entenda a importância da gestão

7 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Uma boa gestão de benefícios trabalhistas é responsável pelo aumento da qualidade de vida dos colaboradores e da produtividade da organização. Isso permite elevar os resultados da PME e promover seu desenvolvimento sustentável. Por outro lado, nem sempre é fácil realizar esse gerenciamento. Além disso, alguns erros podem fazer com que a empresa não tenha os resultados desejados.

Buscando trazer questões relativas à gestão para PMEs, elencamos alguns esclarecimentos sobre os principais tipos de benefícios trabalhistas, além de dicas para um gerenciamento eficaz. Não deixe de conferir!

Por que a gestão de benefícios é importante?

Gestão de benefícios pode ser definido como um conjunto de medidas adotadas pela PME que visam atender às diferentes necessidades dos colaboradores, observando a legislação e as condições financeiras da empresa. A ideia é, conforme as condições econômicas e sociais da equipe, melhorar sua qualidade de vida e, por consequência, promover um ambiente de trabalho mais saudável.

Entre as vantagens de uma boa gestão de benefícios trabalhistas, vale destacar o aumento da atratividade do negócio, o que propicia a retenção de talentos e eleva a motivação dos colaboradores.

O gerenciamento, dessa forma, também garante o aumento da produtividade e a agilidade nos processos da instituição. Outra grande vantagem é a redução de faltas por motivos de saúde e bem-estar. É importante lembrar que a presença dos funcionários no empreendimento é responsável pela otimização dos recursos humanos, portanto, pela competitividade do negócio no mercado.

Quais são os principais erros cometidos?

Embora os benefícios sejam extremamente importantes para o desenvolvimento do negócio, alguns erros podem interferir nos resultados. Confira alguns dos mais cometidos e saiba como evitá-los!

Ausência de normas claras

A ausência de normas claras é um dos principais equívocos cometidos por Pequenas e Médias Empresas. Durante a estruturação da política de benefícios, é fundamental detalhar por escrito quais são as regras que tornarão os funcionários elegíveis para a vantagem oferecida. Do mesmo modo, é importante especificar valores e estabelecer limites para o uso de tais benefícios.

Caso contrário, a falta de clareza ou o desconhecimento sobre as regras pode gerar confusão e, inclusive, sensação de injustiça nas equipes. Nesse caso, o melhor a se fazer é criar um documento digital com normas delimitadas para compartilhar com os setores e garantir a transparência.

Oferta de benefícios não escalonáveis

É importante saber que a oferta de benefícios precisa ser pensada estrategicamente e em longo prazo. Esse aspecto garante que a política acompanhe o crescimento da empresa e continue gerando retorno em qualquer fase de desenvolvimento no mercado.

No entanto, é fundamental pensar em benefícios escalonáveis, que se sustentam mesmo quando a empresa transforma seu modelo com o passar do tempo. Uma dica para evitar a definição de vantagens não escalonáveis é imaginar em como elas funcionariam, por exemplo, em um cenário com mais funcionários. É importante também analisar os custos em longo prazo e prever orçamento.

Descumprimento da lei

Apesar de existirem inúmeros benefícios optativos às empresas, alguns deles são previstos por lei na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Aviso prévio, 13º salário e FGTS, por exemplo, devem ser necessariamente garantidos sob pena de multa.

Um dos erros mais comuns, nesse sentido, é não dar prioridade aos benefícios estabelecidos na legislação e criar riscos à instituição que podem dar causa a passivos trabalhistas e outros prejuízos financeiros. Portanto, não deixe de observar as normas gerais e as convenções coletivas que estabelecem vantagens específicas para determinadas categorias de funcionário.

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Falta de personalização

Outro erro comum é definir vantagens sem analisar o perfil dos colaboradores. Como visto, os benefícios do trabalhador visam elevar a qualidade de vida das equipes. Isso, no entanto, pode significar coisas diferentes dependendo das necessidades específicas de cada um.

Funcionários jovens, por exemplo, prezam pelo incentivo à educação e benefícios relacionados à flexibilidade no ambiente de trabalho. Colaboradores mais experientes, por outro lado, tendem a priorizar o plano de saúde, e assim por diante. A chave para o sucesso da política de benefícios reside justamente em entender o perfil das equipes e personalizar a oferta para alcançar os melhores resultados.

Que benefícios são mais oferecidos?

Agora que você já sabe os erros mais comuns cometidos na gestão de benefícios corporativos e como evitá-los, confira os principais benefícios oferecidos pelas empresas!

Home Office

O Home Office tem sido bastante considerado pelas Pequenas e Médias Empresas como um benefício importante. Especialmente em um contexto de pandemia, muitos tiveram que se adaptar para esse modelo de trabalho. Ao contrário do previsto, no entanto, as atividades a distância foram positivas para muitos. Além de oferecer flexibilidade aos empregados, ainda elevou a produtividade do negócio.

Vale-transporte

O vale-transporte é um dos benefícios trabalhistas que decorrem de lei, sendo o empregador responsável por custear o deslocamento que o empregado tem de sua casa até o trabalho. De acordo com a CLT, o funcionário pode ser descontado para ajudar no custeio desse benefício em até 6% de seu salário. Se o gasto for maior, a diferença fica sob a responsabilidade da empresa.

Férias

As férias também são direitos incorporados na política de benefícios. Conforme a legislação, a cada ano laborado, o empregado terá 30 dias de férias a serem usufruídas no ano subsequente. Caso contrário, o empregador pode ser obrigado a indenizar o colaborador pela ausência do descanso.

Planos de saúde e odontológico

Por último, os planos de saúde e odontológico compõem um dos benefícios optativos mais adotados por empreendimentos. Eles garantem a medicina preventiva e promovem a saúde e o bem-estar no ambiente de trabalho. Assim, além de reduzir faltas por motivos de doença, esse suporte assegura a valorização do funcionário, fazendo com que ele se mantenha motivado nos projetos da empresa.

Como a Golden Cross pode auxiliar?

A Golden Cross é uma empresa especializada em saúde suplementar no Brasil, podendo ser grande aliada na oferta de benefícios aos funcionários. Atualmente, contamos com cerca de 500 mil clientes empresariais, oferecendo planos de saúde e odontológicos de acordo com as necessidades específicas de cada empreendimento.

São diversas as opções à sua disposição. Todas elas, entretanto, asseguram a qualidade do atendimento ao usuário e dispõem de ampla rede referenciada para que a organização garanta o melhor serviço à sua equipe e obtenha bons resultados.

A oferta de benefícios trabalhistas para a PME permite desenvolver o negócio a partir da qualidade de vida dos colaboradores e da felicidade no trabalho. Afinal, funcionários satisfeitos e valorizados tendem a se empenhar mais na missão da empresa e contribuir para o seu sucesso. Assim, pode-se perceber ganhos em produtividade e em otimização de recursos.

Para usufruir de todas essas vantagens, entretanto, é importante contar com boas parcerias na gestão dos benefícios. A Golden Cross auxilia na busca por soluções personalizadas e adequadas ao perfil das equipes e do próprio empreendimento.

Gostou do conteúdo? Então não deixe de entrar em contato com nossa equipe e conferir as possibilidades para o seu negócio!

Powered by Rock Convert
Novos cenários causados pela COVID-19: quais os impactos para as empresas?Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário