Quem tem crianças em casa sabe muito bem como funciona: os pequenos não param quietos. Estão sempre correndo, brincando e, claro, pedindo para comer guloseimas. Afinal, é muita energia! O problema é que, em meio a toda essa agitação, nem sempre é fácil fazer com que eles parem por alguns minutos para fazer a higienização adequada dos dentes. E como esse cuidado é importante!

Mesmo no caso dos menores, mesmo antes dos primeiros dentinhos de leite, é preciso ter atenção à saúde bucal. Por essa e outras é que a assistência odontológica pediátrica é tão necessária. Melhor prevenir e não deixar para depois, não acha?

Que tal saber em detalhes quais são os principais motivos pelos quais você deve procurar uma assistência odontológica pediátrica o quanto antes? Então é só continuar com a leitura!

As particularidades de cada fase da infância

A assistência odontológica pediátrica trata de todas as diferentes fases da infância, levando em conta o desenvolvimento e a formação da arcada dentária. Entenda melhor!

De 0 a 6 meses

Desde os primeiros meses de vida, quando ainda se alimentam apenas do leite materno, os bebês precisam receber cuidados especiais. Aqui, estamos falando, é claro, das gengivas. É durante essa fase, que vai até os 6 meses, que a arcada dentária começa a se formar — mesmo que você ainda não possa enxergar. Por isso, a gengiva deve ser massageada e limpa para prevenir que bactérias atinjam a mucosa da boca dos bebês.

De 6 meses a 3 anos

Normalmente, é quando os primeiros dentes começam a aparecer que pais e responsáveis se dão conta da importância da assistência odontológica pediátrica. Perto do primeiro aniversário do pequeno: esse é um ótimo momento para fazer uma visita ao odontopediatra.

De 3 a 6 anos

É nessa idade que novos alimentos (incluindo os doces) começam a ser introduzidos ao dia a dia das crianças. Por isso, é bom fazer visitas regulares ao dentista durante essa fase. Assim, além de prevenir o aparecimento de cáries, o profissional pode acompanhar o posicionamento dos dentes.

De 6 a 12 anos

Por fim, vem a troca dos dentes de leite pelos definitivos, o que acontece dos 6 aos 12 anos. No período da pré-adolescência, as visitas ao dentista devem ser mais frequentes para garantir a saúde bucal das crianças — podendo ocorrer a cada 6 meses, a depender do caso.

Os cuidados especiais da assistência pediátrica

Como você pôde ver pelo nosso resumo do tópico anterior, a infância exige acompanhamento odontológico constante para garantir que a arcada dentária se forme sem problemas. Assim, você consegue evitar que seus filhos se tornem adultos com doenças geradas justamente por falta de cuidado com a higiene bucal.

Mas você por acaso acha que essa assistência frequente pode exigir mais do que seu orçamento familiar pode pagar? Como então garantir que os pequenos sejam adequadamente atendidos? Pois é aí que entram os planos odontológicos com preços acessíveis para a família, ajudando a garantir consultas e tratamentos para as crianças sem gerar preocupações financeiras!

Lembre-se de que o recomendado é que as crianças recebam assistência odontológica pediátrica ao menos 2 vezes por ano. Nessas consultas, o dentista faz a limpeza dos dentes e da gengiva, além de aproveitar para checar se há fraturas, necessidade de restauração, cáries, tártaro e inflamações. Se preciso, essas consultas podem exigir outros exames, como radiografias.

Se você colocar na ponta do lápis, verá que escolher pagar por tudo isso separadamente custa muito mais que arcar com uma mensalidade de plano. Por essas e outras, ter um convênio é essencial. Isso sem falar que, contratando um plano, a dentição dos seus filhos também fica segura contra imprevistos, como um dente quebrado por queda.

A limpeza adequada dos dentes dos pequenos

Muitas vezes, por pura falta de conhecimento mesmo, acabamos tratando dos dentes das crianças da mesma forma como sempre fizemos com os nossos. Mas essa atitude pode resultar em má conservação da arcada dos pequenos, sabia?

Aí entra o odontopediatra, profissional que vai ensinar aos pais ou responsáveis a fazer a escovação dos dentinhos das crianças da forma certa. O odontopediatra ainda ensina a usar o fio dental corretamente desde cedo, criando assim um costume mais que positivo a ser levado para a vida adulta.

Outra questão corriqueiramente abordada pelos profissionais dentistas que trabalham na área infantil diz respeito aos hábitos alimentares dos pequenos. Com a ajuda da assistência odontológica pediátrica, você poderá proteger os dentes dos seus filhos, evitando que comam mais doces do que deveriam, por exemplo, e garantindo que façam a higiene bucal quando necessário.

Aqui vale dar uma dica sempre bastante lembrada pelos dentistas que cuidam de bebês: não deixe que eles durmam durante a amamentação ou com a mamadeira de leite ou suco na boca. Assim você não corre o risco de esquecer da limpeza da gengiva e dos dentes!

A conscientização a respeito da saúde bucal

Quanto mais tarde você deixar para levar as crianças ao dentista, mais difícil provavelmente será a adaptação a esse hábito. Isso porque, em geral, quem adia demais a visita ao consultório acaba levando os pequenos quando eles já apresentam algum problema de saúde bucal. Normalmente, é assim que se formam os traumas de infância em relação ao dentista.

E não é nada difícil entender o porquê. Pense bem: a criança nem conhece o profissional ou o que ele faz, mas já tem que, logo no primeiro encontro, passar por uma situação difícil, como uma restauração. Em um ambiente desconhecido, incomodada e sem saber ao certo o que pode acontecer, não é de se admirar que ela não queira voltar a ser atendida, não concorda?

Outro motivo importante para começar esse processo o quanto antes é que, quando iniciada na infância, a prática de visitar o dentista regularmente e cuidar da saúde bucal acaba desenvolvendo adultos mais conscientes sobre o assunto. Assim, além de manterem a própria higiene sempre em dia, seus filhos provavelmente farão o mesmo com as próximas gerações.

Como você pode perceber, a assistência odontológica pediátrica pediátrica é fundamental para manter a saúde bucal dos pequenos em dia e, consequentemente, diminuir os gastos com visitas frequentes ao dentista. A contratação de um plano também é muito importante para assegurar que as crianças serão adequadamente atendidas caso aconteça qualquer imprevisto, independentemente do horário em que precisarem de cuidados.

Por fim, agora que você já sabe que sua família estará muito mais segura quando contratar um plano odontológico, aproveite para conhecer as conhecer as opções oferecidas pela Golden Cross! Você com certeza encontrará uma alternativa que caiba no seu bolso.

Escreva um comentário

Share This