Diversos estudos têm associado a alimentação com o processo de desenvolvimento de alguns tipos de câncer, como o de mama. De acordo com as descobertas feitas, alguns alimentos ajudam a proteger o organismo, enquanto outros aumentam o risco de surgimento da doença.

No que se refere à prevenção, você provavelmente deve estar pensando em uma dieta variada com frutas, verduras, legumes e proteínas leves, não é mesmo?

De fato, consumir pelo menos cinco porções de frutas, legumes e verduras todos os dias é um excelente caminho não apenas para prevenir o câncer, mas também para controlar o peso, o colesterol, a pressão arterial e ganhar mais qualidade de vida.

Neste post, entretanto, vamos nos aprofundar um pouco mais. Vamos elencar alguns alimentos que ganharam notoriedade porque fornecem diversos nutrientes e ainda auxiliam na prevenção (e até no tratamento) de diversas doenças: os alimentos funcionais.

Abaixo, confira alguns alimentos mais recomendados por médicos e cientistas na prevenção ao câncer de mama. Sempre que possível, adote-os na sua dieta, combinando-os em um prato colorido – o que garante a riqueza de vitaminas e minerais na refeição.

Quais alimentos previnem o câncer de mama
Além de frutas, verduras e legumes, fibras e alguns tipos de proteínas podem auxiliar nas defesas naturais do corpo. Leia abaixo quais são e como eles agem no combate ao câncer de mama – e diversas outras doenças.

Frutas vermelhas
Frutas como a framboesa, a amora e o morango, são fonte de antocianinas, nutrientes que retardam o crescimento de células “pré-cancerígenas”. Elas evitam também a formação de novos vasos sanguíneos – que podem alimentar um tumor.

Romã
Também rico em antocianina, o fruto merece um destaque à parte. Estudo publicado na revista Cancer Prevention Research (EUA) mostrou que o consumo de romãs ajuda a inibir a enzima aromatase e, consequentemente, o surgimento de células cancerígenas.

Brócolis
O sulforano, composto presente em quantidade significativa no brócolis, ajuda a eliminar substâncias que podem originar células cancerígenas no corpo, além de afetar diretamente células estaminais do câncer.

Uva
Essa fruta é rica em flavonoides, que podem retardar o crescimento de células malignas no organismo. Além disso, as uvas vermelhas ou pretas são ricas em resveratrol, composto bioativo que atua na diminuição da proliferação de células tumorais e regula o ciclo celular.

Especiarias
Pesquisa realizada pela Universidade de Michigan (EUA) demonstrou que especiarias ricas em polifenois, como pimenta preta e curry, têm efeito antioxidante e podem inibir o surgimento de células cancerígenas (sem danificar as células saudáveis da mama).

Alho
Já há muitos anos, o alho tem sido louvado pelas suas propriedades anticancerígenas. O seu “trunfo” é o allium, um composto que ajuda o sistema imunológico a combater as células cancerígenas.

Feijão
Segundo estudo da Universidade do Estado do Colorado (EUA), por ter baixo índice glicêmico, o feijão reduz a circulação de insulina no sangue, o que diminui as chances de um tumor prosperar. O feijão ainda é rico em polifenois, que evitam a formação de radicais livres.

Cenoura
E um legume rico em betacaroteno, nutriente que tem efeito antioxidante e que protege inclusive o DNA, evitando a formação de radicais livres. De acordo com uma pesquisa da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos (EUA), o consumo de duas porções diárias por mulheres antes da menopausa reduz o risco de desenvolver a doença em até 17%.

Tomate
É rico em licopeno, que pode impedir o crescimento de células cancerígenas. Além disso, estudos sugerem que seu consumo aumenta a presença do hormônio adiponectina, cuja alta quantidade está associada à redução no risco de ter câncer de mama.

Peixes gordurosos
Pescados como sardinha, atum e salmão são fontes de ômega 3, gordura que ajuda a evitar complicações propícias ao aparecimento de tumores. O consumo regular desses ainda peixes evita a sobrecarga hormonal, associada ao surgimento de tumores.

Alimentos que aumentam o risco da doença

Por outro lado, alguns tipos de alimentos, se consumidos regularmente durante longos períodos de tempo, podem transformar células saudáveis em células cancerosas.

É o caso de alimentos gordurosos; enlatados; carnes com gordura aparente; e embutidos, como linguiças, salsichas, salames, presuntos e blanquet.

Por tudo isso, especialistas – e o bom senso – sugerem que você evite o consumo regular desse tipo de alimento.

Escreva um comentário

Share This