Se muita gente tem medo de dentista, isso pode ser parcialmente atribuído à temida cárie. Afinal, essa doença bucal atinge cerca de 80% da população no Brasil e, se não tratada adequadamente, pode causar dores e até a perda dos dentes.

O surgimento das cáries está relacionado com uma combinação entre higiene bucal ineficiente e uma alimentação inadequada, principalmente aquela rica em açucares e carboidratos.

Quando isso ocorre, os resultados são os mais indesejados.

As bactérias presentes naturalmente em nossa boca entram em contato com os restos de comida, liberam ácidos que causam a desmineralização, o surgimento de buracos, e, com o tempo, até a destruição total dos dentes.

Leia também: sete hábitos que previnem as cáries.

Toda a cárie tem que ser tratada, isso é fato. Mas todos os dentistas concordam que o ideal mesmo é preveni-la, cuidando da higiene bucal e da alimentação. Apesar parecer ser simples, ainda existem muitas dúvidas e mitos sobre o assunto.

Powered by Rock Convert

Por isso, trazemos neste post alguns mitos e verdades sobre as cáries.

  1. Chiclete sem açúcar auxilia no combate às cáries
    Mito. De fato, o chiclete sem açúcar não causa cáries, mas também não previne o seu surgimento. Além disso, a mastigação de chicletes pode levar a uma fadiga muscular e acentuar problemas relacionados ao distúrbio têmporo mandibular. Por isso, não é bom exagerar.
  2. Quem usa aparelho tem mais cárie
    Verdade, mas em parte. Quando uma pessoa está em tratamento ortodôntico, tem de redobrar os cuidados com a higiene bucal. Afinal, é muito comum que alimentos se prendam ao aparelho, e dificultando assim a higiene (principalmente o fixo).
    Consequentemente, se a pessoa não fizer uma escovação adequada estará mais sujeita a cáries do que outras pessoas. Isso não significa, porém, que ela está condenada. Muito pelo contrário! Ao adotar as medidas de higiene necessárias, provavelmente ela não terá cáries.
    Veja nesse post quais os principais cuidados exigidos por aparelhos fixos e móveis.
  3. Uma vez tratada, a cárie não surge mais
    Mito. No lugar aonde foi retirada a cárie e a colocação do material restaurador, sempre fica uma linha tênue ,microscópica, aonde fica mais fácil a penetração da cárie, surgindo assim as infiltrações.
  4. Dentes sensíveis geralmente têm cárie
    erdade, mas em parte
    . Quando a cárie atinge a dentina, porção mais interna do dente, o local é sensível, sinalizando assim que há algo de errado, mas nem toda a sensibilidade é sinal de cárie, podem ser causadas também por outras razões, como escovação excessiva, consumo de alimentos ácidos, problemas com restaurações, entre outros fatores.
    Saiba mais sobre as causas da hipersensibilidade dentária e o que fazer nesses casos.
  5. Caries pega pelo beijo
    Verdade, mas em parte. Se você beijar alguém que possui uma quantidade maior de bactérias que causam cáries, como o Streptococcus Mutans, pode pegar sim, mas por outro lado, com uma higiene bucal adequada as chances de essa bactéria causar cáries é reduzida.
    Curiosidade: além de ser muito comum em adultos, a transmissão das bactérias também pode acontecer com crianças cujos pais têm o costume de dar beijinhos na boca.
  6. Comer doce em excesso aumenta a incidência de cáries
    Verdade. A frequência no consumo de alimentos doces, principalmente os com sacarose, aumenta o desenvolvimento das cáries. Por isso, é fundamental que as pessoas tenham moderação no consumo de alimentos ricos em açucares.
    Note que o açúcar em si não agride os dentes; mas em contato com as bactérias que vivem naturalmente na boca, ele se transforma em ácidos que destroem os minerais dos dentes.
  7. Toda cárie provoca dor
    Mito. Em muitos casos, em seus estágios iniciais as cáries não provocam dor. Por isso, é muito importante realizar visitas regulares ao dentista. Mesmo sem os sintomas, ele pode identificar cáries pequenas ou lesões que podem se transformar nelas.
    Por outro lado, quando a lesão não é tratada, a cárie vai se intensificando até atingir a dentina e  o nervo do dente, o que acaba provocando bastante dor.
  8. Cáries podem dificultar a mastigação
    Verdade. À medida que a lesão evolui, os dentes são desmineralizados e a cavidade da cárie se expande, alterando o formato dos dentes.
    Além disso, com a dor e o inchaço gengival consequentes do processo inflamatório, o dente pode ficar incapacitado de exercer sua função principal, que é triturar os alimentos.
    Com tudo isso, a ingestão de alimentos e a mastigação ficam prejudicadas.
  9. Beber água ajuda a prevenir cáries
    Verdade. A ingestão de água ajuda a aumentar a hidratação do corpo e a salivação na região bucal. A saliva, por sua vez, é um forte aliado contra as cáries porque equilibra o pH da boca e tem um papel de enxaguante natural do organismo.
  10. Antibióticos causam cáries
    Mito. Apenas antibióticos à base de tetraciclina, que causam problemas durante o desenvolvimento dos dentes, são relacionados a doenças bucais. No entanto, esses antibióticos não têm sido mais prescritos para crianças e gestantes. O que causa cárie é a quantidade de açúcar que são colocados nessas medicações, e como não se escova após ingerir acabam assim causando cáries, nas crianças.
    Portanto, não se preocupe: todos os outros antibióticos, desde que prescritos adequadamente, não representam riscos à saúde bucal.
    Leia nosso post exclusivo sobre o assunto.

Saiba mais

Portal Pais e Filhos: mitos e verdades sobre a cárie

Blog Ministério da Saúde: mitos e verdades sobre a saúde bucal

Portal TePe: consequências das cáries que você não fazia ideia

Portal Sorrisologia: o açúcar pode ser o maior vilão para a saúde bucal infantil

Powered by Rock Convert

Escreva um comentário

Share This